RSS

Urim e Thummim

01 fev

 

 

URIM E THUMMIM.

Vivenciamos atualmente uma Transição de Eras única em nosso planeta. Observamos as descobertas, redescobertas, encontros e reencontros, mudanças aceleradas de tempo, padrões e paradigmas que em verdade nos preparam e adequam concsiencial e vibracionalmente para o que está por vir, nesta nova fase de Luz na Terra!
Ao sermos preparados para abertura em relação a este “novo”, muito do que é antigo (longe de ser “velho” – entenda-se bem – ) está renascendo como ferramentas imprescendíveis nesta nova empreitada humana no retorno ao nosso arquétipo original de puro Adam-Kadmon.
Muitos dos conhecimentos de um passado remoto, glorioso e desconhecido pela humanidade atual estão vindo à tona de forma avassaladora, especialmente no Egito e na China, muitos ainda ocultos do público em geral. Nesses países, onde quase a totalidade de seus territórios se apresenta como sítios arqueológicos, são no mundo onde mais se encontram artefatos, objetos e especialmente informações e conhecimentos antigos que revolucionam a história e o conceito a respeito dessas civilizações e que serão úteis e reveladores no processo do reencontro do homem consigo mesmo e, conseqüentemente, com D’us.
Como já bem foi dito, recobraremos a condição há muito perdida, do científico tendendo para o espiritual e o espiritual tendendo para o científico. Desses conhecimentos e práticas de outrora, salvaguardados em parte por organismos secretos e especialmente pelos avatares que aqui encarnaram mostrando o caminho do Amor, da esperança, da fé e da caridade (ação de Cáritas), um dos mais importantes e ainda pouco conhecidos estão relacionados com os cristais denominados URIM E THUMMIM.
Embora os Sumo-Sacerdotes do judaísmo ignorem e passem ao largo deste assunto, os cabalistas, especialmente os Rabinos estudiosos do ZOHAR e ocultistas bem o sabem. Trazidos à Luz recentemente pelos textos alusivos ao conhecimento, iniciação e ativação do Veículo de Luz – MERKABAH (ou Merkavah) –  e pelos estudos e práticas da Kabbalah, estes cristais são de uma importância ímpar no processo de eclosão do ser humano, principalmente na aceleração do padrão vibracional da Terra em suas múltiplas dimensões e em sua contraparte física, pela ressonância Schumann.
Verificamos mais especificamente no livro “As Chaves de Enoch – O Livro do Conhecimento”, referências precisas e mais detalhadas com respeito ao assunto. Os ocultistas e cabalistas, principalmente no grande movimento ocultista do final do séc. XIX e início do séc. XX na Europa, estudaram e relacionaram o conhecimento relativo a esses cristais em seus trabalhos iniciáticos especialmente na Sociedade Teosófica de Helena P. Blavatsky (ver A Doutrina Secreta e Ísis Sem Véu) e na Golden Down, por Alister Crowley.
Especialmente por Blavatsky, torna-se claro o intenso e fundamental trabalho na ativação de tais cristais nas antigas civilizações egípcia, hindu e veda.
Os cristais URIM e THUMMIM, são atualmente etéreos em nosso corpo e estão localizados logo acima da gandula timo, na região entre os chackras cardíaco e laríngeo. Sua aceleração vibratória e conseqüente ativação estão relacionadas diretamente à eclosão do ser humano, sua expansão de consciência, ligação mais constante com seu Eu Superior e, o mais importante, a reconexão com o Eu Crístico pelo Antakarana.
URIM E THUMMIM são termos hebraicos que significam “perfeições” ou “As Duas Verdades”.THUMMIM é plural hebraico de THEME (Verdade). Eram em tempos remotos cristais físicos formando um ornamento peitoral de ouro e pedras preciosas específicas, nos antigos sumo-sacerdotes hebreus. Eram elementos que combinados apresentavam muitas qualidades, especialmente oraculares, astrológicas e teúrgicas. Nos cristais eram gravados os doze filhos de Yakhov (Jacó) que representavam em realidade os doze signos do círculo zodiacal. Em estado de êxtase, os sacerdotes ativavam os URIM e THUMMIM, fazendo previsões e acelerando seus estados vibracionais atingindo profundos níveis em estado alterado de consciência. Em verdade, assim como muitos rituias, conceitos, procedimentos, conhecimentos, filosofias e práticas judaicas foram absorvidos (ou tomados) do Egito antigo, os URIM e THUMMIM também vieram do Egito. Os Hierofantes egípcios e alguns sumo-sacerdotes entronizados Faraós usavam da mesma forma tais cristais em ornamentos peitorais, utilizando-se de mantras e sons para sua ativação e assim estarem conectados com o Senhor Ptah ( Melkhitzedek), Osíris, Ísis e Rá, manifestando assim a vontade do Altíssimo e do Coro dos Neter-Neteru (“Gênios Djins” – Hierarquias Angélicas).
Mas todo esse conhecimento e prática são bem mais antigos. O ponto máximo se deu na Atlântida, especialmente no último período de Poseidonis, a última ilha do continente atlante. Lá sua prática relacionava-se diretamente com outros cristais mestres, diretamente ligados com Hierarquias Siderais e a Grande Fraternidade Branca Universal! Em verdade, tudo leva a crer que sejam cristais de natureza puramente Cósmica, introduzidos na Terra e na fisiologia humana no período de colonização extraterrestre na Terra, supervisionada pelos 24 Anciãos da Galáxia, Mestres e Kumaras da Grande Fraternidade Branca, em virtude do conseqüente aprimoramento genético do corpo biológico humano no nosso planeta, afastado do arquétipo original Adam Kadmmon pela queda em face da Rebelião.
É de fundamental importância esclarecer que, muito mais importante que saber o que está relacionado com tais cristais e conhecimentos, é o exercício do Amor em todos os sentidos… Da Fé consciente… da convicção na Luz… do esforço diário em compartilhar… da proximidade e interação com o semelhante… compaixão… e procurar ser alguém cada vez melhor afastado dos apegos… Viver o Ser e não o ter. Sem isso, as técnicas e o conhecimento não aplicado com Amor, de pouco ou nada valem. Muito do sofrimento vem da sensação da perda, por pensar que se tem algo. Não se pode perder o que em verdade nunca se teve! Isto tudo e o esforço sincero na religação com o Divino aceleram os URIM e THUMMIM. Quando aliado a isto vem o conhecimento, a consciência e o trabalho com Mantras (Há-Shem – Palavras Sagradas – ), o resultado é impressionante e MARAVILHOSO!
Em nosso momento único atual, os Veneráveis e Divinos Mestres da Grande Fraternidade Branca  Universal e toda a Hierarquia dos Anjos, disponibilizam uma vez  mais este conhecimento e oportunidade de Consciência plena e Ascensão para a Transição da humanidade deste planeta para seu destino original: Amor, Felicidade e Luz!
NAMASTE!
Samael da Estrela Polar
(Paulo Iannuzzi)

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: