RSS

Arquivo do autor:Templo Dos Anjos da Ordem de Shidha

31 de Março Dia da Nossa Petição ao Conselho Cármico

 

Nos dias  31/12 31/03, 30/09 e 30/06, o Conselho se reúne para avaliar o carma do planeta inteiro. Faz um retrospecto do trimestre que se encerra e toma decisões para o próximo trimestre.

 O Conselho Cármico, formado por seres de luz que amparam a humanidade nestes momentos de transformações, reúne-se 4 (quatro) vezes ao ano junto à presença Eu Sou de todas as pessoas encarnadas na Terra e juntas escolhem seus destinos para os próximos 3 meses. Quando uma pessoa morre, ela pode fazer essa transição de duas maneiras: ou consciente (sentindo-se “despregar” do corpo físico e entrando num túnel, seguindo uma luz ou até, mesmo encontrando um guia) ou então inconsciente, quer dizer, dormindo.

Se a pessoa chega do “outro lado” acordada, logo ela se defronta com um Mensageiro da Luz, que lhe entrega uma convocação para comparecer ao tribunal do Carma no dia tal, às tantas horas. Até esse dia, ela será encaminhada a uma “colônia de férias” astral, digamos assim. Por outro lado, se estiver dormindo, vai continuar descansando por um prazo que varia de pessoa para pessoa, mas que não pode ultrapassar seis meses; ao acordar, também receberá a intimação para comparecer ao Tribunal.

O Conselho Cármico é um Tribunal de Justiça;

Todos os Mestres são Ascenscionados, o que significa que são seres de absoluta Misericórdia, Amor e Justiça. Diante desses Seres Perfeitos, a pessoa é levada a avaliar toda a sua última vida, desde o nascimento até a morte.

Tomará consciência de seus erros e acertos, das lições que assimilou e das que ainda tem que aprender; quais são suas principais virtudes e também as dificuldades ou defeitos que terá que superar.

Ouvirá do Conselho Infalível a Sentença; qual é realmente a sua faixa vibratória e, daí, em que país, cidade e grupo do Astral deverá permanecer até a próxima encarnação; que escola deverá freqüentar, que tipo de treinamento deverá ter; que trabalhos terá que executar; quanto tempo ficará desencarnado; quem serão seus pais e familiares na próxima encarnação; quais serão suas futuras características raciais e nacionalidade.

Uma alma mais evoluída ouvirá essa sentença compreendendo que o carma não é uma lei de retaliação, mas, sim, de educação, e que o Conselho Cármico é o órgão legítima e divinamente capacitado para julgar e dar novas oportunidades de evolução.

Assim como o Conselho Cármico julga e administra o carma individual, ele também o faz com relação ao carma familiar, grupal, nacional e planetário. Ministra sanções e anistias. Se for preciso pelos desígnios cármicos, o Conselho autoriza cataclismos e desastres coletivos. Pode abreviar ou prolongar a vida dos encarnados.

Aproveite este dia para estabelecer seu compromisso interno com sua verdade e força vital projetando assim no mundo externo o potencial da sua alma. Felicidade, Harmonia, Saúde, Abundância, Realizações.

Nos dias 31/12 31/03, 30/06 e 30/09, o Conselho se reúne para avaliar o carma do planeta inteiro. Faz um retrospecto do trimestre que se encerra e toma decisões para o próximo trimestre.

Nesses dias especiais, os discípulos da Luz podem apresentar a esses Divinos Juízes sua petição ou projetos que, se forem considerados dignos e úteis à Vida, serão autorizados – e aí os autores receberão uma ajuda direta (seja ela qual for) do Conselho para realizá-los.

Quando conquistarmos a vitória da manifestação de nosso plano divino e consumirmos o nosso carma negativo, iremos então ter com a Presença do Eu Sou, o Amado Santo Cristo Pessoal (o nosso Eu Superior) e o Conselho do carma, que decretarão o direito de libertarmo-nos da roda viva das   reencarnações.

FAZEM PARTE DO CONSELHO CÁRMICO:

 PÓRTIA: Justiça e Oportunidade – é o Complemento do Mestre Saint Germain

  • Mestra Nada: Amor Devocional e Gratidão
  • Kwan Yin: Misericórdia e Compaixão
  • Libra: Equilíbrio
  • Palas Athena: Verdade
  • Elohim Vista: Ciência, Concentração e Cura
  • Saithru: Ser responsável pela sétima raça raiz da humanidade terrestre
  • Arcanjo Miguel: Fé, Proteção, Vontade Divina
  • Irmãos Interdimensionais e Interplanetários: Energia eletromagnética que facilita a manifestação de nossos sonhos.

 

É NECESSÁRIO PARA A REALIZAÇÃO DO SEU RITUAL:

1 vela branca

1 copo d’água

1 folha de papel branco

1 incenso de sândalo

1 lápis

RITUAL:

Em um papel branco, escreva a lápis a data, seu nome de solteiro (nome de batismo), e data de nascimento.

“Em Nome de Minha Bem Amada e Poderosa Presença Eu Sou o Que Sou!”

Em Nome do Meu Bem Amado Santo Ser Crístico Presente em meu Coração peço pela Paz e Cura Universal!”

Logo em seguida agradeça, agradeça e agradeça por tudo de bom e tudo de negativo que ocorreu durante os últimos 3 meses.

Em seguida faça todos os seus pedidos ao Conselho Cármico.

Dobre o papel e faça a oração “A Grande Invocação”. Ao terminar, guarde a carta em uma bíblia, e deixe até o próximo Conselho Cármico.

Não se esqueça de queimar a carta do último Conselho Cármico na vela que você acabou de acender.

A GRANDE INVOCAÇÃO

 DO PONTO DE LUZ NA MENTE DE DEUS,

QUE FLUA LUZ À MENTE DOS HOMENS,

E QUE A LUZ DESÇA A TERRA.

O PONTO DE AMOR NO CORAÇÃO DE DEUS, QUE FLUA AMOR AO CORAÇÃO DOS HOMENS QUE O CRISTO RETORNE A TERRA.

DO CENTRO A ONDE À VONTADE DE DEUS É CONHECIDA, QUE O PROPÓSITO GUIE AS PEQUENAS VONTADES DOS HOMENS, PROPÓSITO QUE OS MESTRES CONHECEM E SERVEM.

DO CENTRO A QUE CHAMAMOS À RAÇA DOS HOMENS QUE SE REALIZE O PLANO DE AMOR E LUZ E FECHE A PORTA ONDE SE ENCONTRA O MAL.

QUE A LUZ O AMOR E O PODER RESTABELEÇAM O PLANO DIVINO SOBRE A TERRA

HOJE E POR TODA A ETERNIDADE, QUE ASSIM SEJA  AMÉM.

É bom sempre lembrar que TODOS SOMOS UM SÓ!!!

Os Mestres querem nos pedem para invocar a Alegria para as nossas vidas.

Eles dizem que:  “Sem Alegria não há Ascensão!”

Muito Sucesso e Saúde a todos.

Namastê.

Belisa do Arcanjo Miguel

 

 

RITUAL DO ARCANJO MIGUEL 29/03/14 – Sábado

Imagem

 

PROGRAMA DE REMOÇÃO DA MATRIZ DO MEDO ESSENCIAL

“O OPOSTO DO AMOR É O MEDO.”

(UM CURSO EM MILAGRES)

O Programa de Remoção de Matrizes é uma graça recebida pela Terra para a remoção do medo essencial. Existem somente duas emoções em todo o mundo; AMOR E MEDO. Todas as outras emoções reduzem-se essencialmente a uma dessas duas. Outra forma de dizer a mesma coisa é afirmar que só existem duas maneiras de pensar: com a mente crística ou com a mente do ego negativo; você pensa com o eu inferior ou com o eu superior; tem emoções e reações fundadas no medo, ou emoções e reações fundadas no amor. O Programa de Remoção de Matrizes é uma graça divina do Criador, que possibilita que os membros mais maduros da Hierarquia Espiritual, hoje vivendo nos planos ocultos, retirem os fatores do medo essencial da sua mente subconsciente e do seu sistema de quatro corpos.

Via clarividência, o processo pode ser visto como se raízes negras, com muitos tentáculos espalhados pelo corpo, fossem arrancadas da mesma forma que um jardineiro arrancaria uma erva daninha do chão.

As raízes dessa erva daninha do jardim se parecem muito com as raízes emocionais e mentais dos fatores do medo essencial. Quando essas raízes são arrancadas e eliminadas, como se um vácuo as sugasse pelo chackra da coroa, elas são completamente apagadas dos registros da sua alma. Esse trabalho pode ser feito por qualquer um dos mestres ligados aos sete raios no plano oculto. Sugiro que você peça ajuda a Djwal Khul e a Vywamus, pois eles são muito competentes nessa área. Basta pedi-la! Esse programa de remoção de matrizes é estupendo e nunca esteve disponível.

Você tem o medo arraigado no seu ser, senão não estaria vivendo neste planeta e já teria se “formado” há muito tempo. Pense num medo que você carregue. Peça a Djwhal Khul, a Vywamus e à sua Poderosa Presença do Eu Sou que o removam. Se você não tem o dom da clarividência, e não pode ver o processo acontecendo de fato, pode, assim mesmo, sentir a remoção sutil do medo pelo chakra da coroa.
Sempre que se sentir irritado, ou tiver alguma reação ou emoção negativa, isso é sinal de que o medo foi acionado. Invoque, imediatamente, os mestres ascensionados e peça a remoção desse medo.
Peça também para ser oficialmente inscrito no programa de remoção da matriz do medo em essencial conduzido pela Hierarquia Espiritual. Uma vez inscrito no plano oculto, os mestres trabalharão em você continuamente, sem que sequer tenha de pedi-lo.

Há, porém, uma compreensão extremamente importante que você precisa alcançar em relação a esse processo: 90% a 50% do seu medo essencial pode ser removido, mas ele retornará se a sua consciência, a sua mente racional, não mantiver a filosofia de sempre tentar pensar com a mente crística, e não com a mente do ego negativo. Você não irá reconhecer a Deus a não ser que aprenda a transcender o pensamento do ego negativo, ou eu inferior. É o seu pensamento que cria a sua realidade. Todo sofrimento é auto-induzido. Desde que você aprenda a pensar corretamente, o medo essencial que foi removido não retornará.

Se quiser fazer um excelente bem ao mundo, peça que ele também seja removido da consciência coletiva da humanidade. 

Fonte:  Livro: Além da Ascensão/Joshua David Stoneh

 

GNA: O NOSSO DNA DO FUTURO

Atualmente, a busca do nosso mundo interior é muito penalizada pelos eventos da nossa realidade externa que são muito pesados e desviam a nossa atenção para o mundo à nossa volta. Mas, cada vez mais existe uma preocupação muito maior com essa interioridade e as pessoas buscam esse contato interior de muitos modos, como por exemplo, através da natureza, da arte, da pesquisa esotérica.

A preocupação com o lado espiritual da vida é um reflexo da atuação das Novas Energias no nosso Planeta que visam dar-nos um suporte ao excesso de materialidade que está presente na nossa sociedade há milhares de anos. Muitas condutas que nos desqualificam como seres superiores e multidimensionais que somos, foram introduzidas em nosso código genético, DNA, que deve passar por um processo de desprogramação total para que possa ser transmutado em GNA, que será o novo gene que nos dará uma nova conduta, uma nova estrutura física, a qual nos levará na evolução para a 5ª dimensão. 

Essa desprogramação inclui vários aspectos das nossas convicções/crenças pessoais que nos limitam na vida diária e muitas chegaram até nós através do nosso DNA atual. Várias convicções/crenças que temos hoje estão registradas na memória do nosso DNA e muitas delas são destrutivas, pois nos impedem de crescer espiritualmente porque se contrapõem à nossa real natureza de que somos Luz. Como exemplo, podemos citar o medo: ele está implantado na raça humana dentro das nossas quatro memórias celulares e do nosso DNA, há milhares de anos e geneticamente chegou até nós.

Com a presença do medo na nossa vida, não percebemos as nossas energias mais sutis que sempre estiveram presentes em nós para facilitar o nosso caminho. Temos medo de tudo ou quase: medo de nos relacionar, medo de confiar, medo de não estar à altura, medo de não merecer, medo de não ser o suficiente, medo de não ter dinheiro, medo de ser rejeitado, medo de não ter atenção, medo de doenças, medo de sermos punidos, medo da morte e por aí afora, numa lista interminável.

E quanto mais medo sentimos de alguma coisa é exatamente a coisa que nos amedronta que atraímos na nossa vida.

Mas, na realidade, nós temos medo de amar, pois o amor é o antídoto, é o remédio para todos os males, é o propulsor de todas as energias e o que nos leva adiante no caminho do crescimento.

Na desprogramação das nossas memórias celulares e, entre elas a memória do DNA, tiramos do nosso aspecto genético tudo o que de negativo chegou até nós geneticamente, quebramos o círculo vicioso que vem se perpetuando há milhares de anos. Através da desprogramação das nossas memórias celulares podemos modificar nossos conceitos e percepções e a nossa consciência interior percebe as realidades das 4ª e 5ª dimensões com mais facilidade. Hoje, devemos aceitar o fato de que estamos ligados às energias provenientes da nossa Divina Presença “Eu Sou”, que controlam as nossas ações dentro de um campo de atuação físico e que está nos direcionando para a transmutação das nossas memórias juntamente com os Mestres Ascensionados, pois é o modo para a evolução da nossa consciência e da nossa espécie. Cada um de nós deve crescer com a própria manifestação física atual, reconhecendo os próprios erros e superando o ego pessoal. Assim, à medida que crescemos, requalificamos a nossa energia através da compreensão.

Nós sabemos como fazer isso, pois este programa já está implantado nas nossas células e no nosso Sistema de Chakras, mas também temos programadas algumas coisas que bloqueiam as energias e é com isso que devemos nos ocupar agora. Devemos desfazer bloqueios que foram feitos milhares de anos atrás e descobrir quais os medos que nos impedem de usar as energias que existem para nos servir.

As Novas Energias que estão presentes na Terra são mais elevadas e envolvem a utilização do Sistema de Chakras dos nossos corpos físicos. Cada chakra responde a essas Novas Energias de forma diferente, portanto todo o Sistema de Chakras está passando por uma reprogramação para aprender a usar as Novas Energias e comunicar-nos como utilizá-las e como transformar a energia física em Luz, pois é o que devemos aprender a fazer.

Quanto menos convicções errôneas estiverem presentes em nossas células mais espaço daremos à Luz que entra no nosso corpo físico e que se soma à Luz que transformaremos da energia física através dos chakras. Isso fará de nós, no plano físico, a Luz que somos, mas que ainda não manifestamos.

Nossa espécie terá se transformado geneticamente em GNA e nos transformaremos em Mestres de Luz com os nossos corpos físicos, aqui, na Terra.

Portanto, a nossa evolução espiritual depende exclusivamente de nós e dos nossos esforços para aprendermos o que devemos e o que os Mestres Ascensionados estão pedindo, ajudando e participando, do nosso lado para que alcancemos os nossos intentos.
Não é preciso ficar esperando que um Ser Divino baixe aqui na Terra e resgate todos os nossos problemas que muitas vezes dependem da nossa preguiça em mudar, de trabalhar interiormente ou de deixar ir o que já é velho e obsoleto porque não sabemos e não conhecemos o que é novo e que basta apenas pegar e usar para realizar nossas mudanças interiores.
Essas mudanças são realizadas por nós e cada um de nós deve procurar ser aqui a Luz que é a nível multidimensional e muito tem sido dado à humanidade; basta saber ver o que está ao alcance da sua mão e utilizá-lo com muito amor, alegria e gratidão.

OS BENEFÍCIOS DA ATIVAÇÃO DO DNA

Existe uma forma de comunicação celular que liga a consciência de cada célula ao resto do corpo físico.


Estudos e experimentos feitos por cientistas da medicina, psicologia, metafísica e física quântica, que comprovam que de algum modo existe uma linguagem celular que permite que cada célula aja dentro de um seu objetivo específico.

Como seres Divinos que somos, na verdade somos também dotados de um poder que controla os nossos processos de cura e criação.

Quando reativamos o nosso DNA, o Espírito consegue se comunicar melhor conosco e é capaz de nos mostrar, a partir do nosso interior, os mistérios da existência.
Os novos cinco pares de filamentos – os novos 10 filamentos de DNA – interagem entre si e aumentam a comunicação de célula à célula, da mente à célula, da célula ao Espírito e do Espírito à célula.


Portanto, o Espírito consegue se comunicar melhor conosco através de um processo celular e nós somos capazes de perceber essa comunicação.
Estes filamentos são extremamente poderosos e podem corrigir instantaneamente o nosso relacionamento com o nosso Eu Superior e a Origem, e então conseguimos ser real e totalmente quem somos.

Hoje, nós somos seres numa busca interminável da perfeição, da saúde e do conhecimento da reprodução celular, da cura e da expansão do Corpo de Luz.
Através da Luz de uma frequência mais alta e que levamos de um certo modo para dentro do nosso corpo físico e que é diferente daquela que usamos normalmente, cada filamento é capaz de levar a vida humana ao nível do “Corpo de Luz”.

Quando nosso corpo físico ouve os “sons” do equilíbrio e da integração com o Eu Superior, nós passamos a criar energia Divina e sentir felicidade.

A ativação do DNA esclarece as verdades de cada ser, o destino pessoal de cada um, dá uma capacidade maior de autodomínio porque ajuda a encontrar e eliminar os bloqueios emocionais e traumas vitais.

Quando descobrimos quem somos e quais são realmente os nossos poderes Divinos, aí então podemos dizer que somos livres pois temos a faculdade de escolher. A auto-descoberta é a chave para a liberdade. E faz com que tenhamos a capacidade de confrontar-nos com as nossas próprias verdades, nos ajuda a obter resposta que podem dar sentido à nossa vida, as incertezas se transformam em certezas e verdades e nos dá uma maior concentração no “agora”.

Além dos benefícios proporcionados pela autodescoberta, a ativação do DNA nos dá benefícios físicos, psicológico/emocional e de relacionamentos.
Fisicamente com a desintoxicação do corpo temos o crescimento mais rápido de unhas e cabelos, nos sentimos e parecemos mais jovens, o nível de energia aumenta, os sonhos se tornam mais lúcidos, temos vontade de nos alimentar melhor, uma melhor e maior comunicação com o corpo físico, maior consumo de água, uma maior capacidade natural de cura do corpo físico.


Os benefícios psicológico/emocional denotam uma maior auto-confiança, a intensificação das percepções, maior intensificação no discernimento, precisão no uso da linguagem, menos tensão e menos preocupação, memória mais aguçada e rápida correlação das idéias, renovada sensação de competência.
Nos relacionamentos verifica-se que os novos sentimentos são comunicados aos outros, as coisas “velhas” são deixadas, existe uma maior clareza nos relacionamentos, o amor pelas outras pessoas se aprofunda, atraímos as nossas “almas gêmeas” e membros da nossa família espiritual.


Com a ativação do DNA nós eliminamos a eletricidade estática do corpo emocional, conservando o dinamismo das energias Divinas no nosso corpo, curando as nossas ilusões e aprendendo simplesmente a “ser”, mostrando a verdadeira alma, a nossa Matriz Divina.
E são estes 10 novos filamentos que fazem com que cada um de nós possa absorver a Graça e a Sabedoria Divina.

por Gloriana Batassa
http://www.groupofforty.com/
Este artigo está protegido por Direitos Autorais, mas vocês têm a minha permissão de compartilhá-lo através de qualquer meio, contanto que os créditos apropriados estejam incluídos.
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br 
Solange Christtine Ventura

 

19 DE MARÇO – DIA DE SÃO JOSÉ – SAINT GERMAIN MESTRE ASCENSO – CHOHAN DO SÉTIMO RAIO

PODEMOS CHAMÁ-LO DE DEUS DA LIBERDADE,

SAINT GERMAIN, SANTO IRMÃO, SÃO JOSÉ.

Saint Germain foi o Pai físico de Jesus, “O representante do Filho de Deus” e também é Pai de todos os filhos e filhas de Deus que trilham o caminho do Cristo na Terra.

O anseio de sua alma tem sido libertar a humanidade da opressão, da injustiça, da ignorância, da dor, da maldade, do ego e de tudo que aprisiona a alma.

Este sempre foi o marco de sua luta e serviço em todas as suas encarnações, atuando nas mais diferentes áreas, sempre elevando a bandeira da Liberdade.

Ao longo de suas muitas vidas na Terra, Saint Germain elevou sua consciência, aprimorando e devolvendo as qualidades do sétimo raio de energia cósmica, que são: liberdade, justiça, alquimia, transmutação, profecia, rejuvenescimento, oportunidade e perdão.

A Chama Violeta é um aspecto do sétimo raio do Espírito Santo. O Fogo Sagrado que transmuta a causa, o efeito, o registro e a memória do nosso passado e o carma negativo.

SAN GERMAIN E A CHAMA VIOLETA

Esta é a Chama da TRANSMUTAÇÃO, DA LIBERDADE E DO PERDÃO DIVINO.

MONTANHA SHASTA

A Chama Violeta é uma grande dádiva de Deus. Foi liberada em 1930, quando Saint Germain apareceu aos pés do monte Shasta na Califórnia à Guy Ballard, mensageiro de Deus no Movimento I AM, para libertar a humanidade.

Saint Germain deu-lhe a dispensação da Chama Violeta para o planeta Terra. O monte Shasta, na Califórnia, é o principal foco de irradiação da Chama Violeta do Mestre Saint Germain para o planeta Terra.

Sempre, em todas as encarnações, trabalhando para libertar seus irmãos, Saint Germain foi acumulando em sua própria consciência e alma, uma tal quantidade de energia de liberdade, que hoje ele é uma fonte inesgotável de Chama Violeta, a chama da justiça e da liberdade, à disposição de todos os filhos de Deus.

PÓRTIA DEUSA DA JUSTIÇA  – Chama Gêmea de Saint Germain

Entretanto, para tornar-se merecedor de receber esta dádiva da Chama Violeta, e até mesmo tornar-se um pilar desta chama do 7º raio para a Terra, é preciso fazer bom uso da energia, alinhando-se à vontade divina.

O lema e o leme de Saint Germain é a Liberdade; Qual é o seu lema? Procure estar bem consciente da sua maior qualidade e tente aprimora-la a cada dia. Pare agora de ler por uns 5 à 10 min. e medite sobre isso.

Qual é a minha melhor virtude ?  é o amor, a disciplina, a alegria, o auto-controle, a harmonia, a determinação, a gratidão, ou outra . . .

De que forma tenho aplicado este talento para aliviar o peso daqueles que me cercam?

Vamos analisar agora, algumas das encarnações do amado Mestre Ascenso Saint Germain e observar de que forma ele trabalhou para expandir seu maior talento.

Ele foi Imperador de uma Era de Ouro, que existiu há mais de 50.000 anos aqui na Terra. Governava seu povo com justiça, sabedoria e amor. Seus súditos estavam plenamente conscientes de serem uma extensão do Deus Altíssimo e da Presença individualizada “EU SOU O QUE EU SOU” habitando em seus próprios corações.

A temperatura era amena o ano todo e reinava paz, a alegria e a prosperidade entre o seu povo. Eles trabalhavam para realizar sua missão, estudavam e aplicavam as leis de Deus.

No livro “Mistérios desvelados” de Guy W. Ballard, pode-se ler em detalhes sobre esta Era de Ouro e como ela chegou ao fim, quando o povo começou a afastar-se da Presença divina do EU SOU.

É consolador saber que existe uma matriz de Era de Ouro na Terra e mais ainda, que está decretada por Deus, uma nova Era de Ouro, governada por Saint Germain, que será manifestada em breve, nesta Nova Era de Aquários.

Quando isso ocorrerá depende dos filhos de Deus na Terra e quanto mais a Chama Violeta for invocada, mais rápido o planeta será purificado.

 

Afirme em voz alta e bom tom:

“EU SOU O FOGO VIOLETA COM A CHAMA DO 7º RAIO,

EU SOU A ELEVAÇÃO NA LIBERTAÇÃO DA MINHA ALMA”

Há mais de 13.000 anos Saint Germain foi Alto Sacerdote do Templo da Chama Violeta no continente perdido de Atlântida.

Com o Poder da Palavra e invocações diárias ele sustentava uma fonte de Chama Violeta (energia de Liberdade) que atraía pessoas de lugares longínquos; desta forma as pessoas eram libertadas da servidão humana, e de todos os males.

Todos aqueles que fazem invocações diárias à Chama Violeta, tornam-se pequenas fontes de libertação para seus irmãos. Você pode testar isso. Experimente colocar o nome de seus irmãos no mantra da chama violeta:

(nome) . . . É O FOGO VIOLETA COM A CHAMA DO 7º RAIO,

(nome) . . . É A ELEVAÇÃO NA LIBERTAÇÃO DE SUA ALMA

Faça 20 min. de Chama Violeta diariamente e observe, após trinta dias, coisas mais ou menos assim, alguém diz: Nossa, eu estava com tanta dor de cabeça e agora passou.

Você visita um amigo e ele recebe notícia de algo bom que aguardava há tempo.

Em outras palavras você repara que a Chama Violeta acumulada em sua aura abençoa as pessoas ao seu lado, mesmo sem fazer a invocação diretamente por elas, imagine fazendo. . .

Saint Germain encarnou em 1.050 a.C. como Samuel, profeta e mensageiro de Deus. Ele veio exortar os israelitas a se voltarem totalmente para Deus a fim de serem libertados do domínio dos filisteus.

PROFETA SAMUEL

Quando o rei Saul desobedeceu a Deus, Samuel libertou os israelitas de sua tirania ungindo David como rei de Israel.

O profeta Samuel, pôde ajudar toda uma nação, porquê há muito tempo ele acumulava a chama da liberdade em sua consciência, conquistada por meio de invocações e serviço à chama, em muitas encarnações.

Se você fizer um trabalho constante de invocações diárias, poderá ajudar sua família, muito mais do que poderia imaginar.

São José – Pai do menino Jesus

Há dois mil anos Saint Germain encarnou como o pai de Jesus. Protegeu, orientou, guiou o menino Jesus para que ele se tornasse a manifestação firme do Cristo encarnado.

Hoje Saint Germain vem como avatar da Era de Aquários e está orientando, protegendo e guiando os filhos de Deus para que cada um atinja também sua consciência crística, assim como Jesus fez.

Esta é a libertação da alma humana: voltar à casa do Pai, unir-se a Deus, conquistar a imortalidade.

Saint Germain encarnou no século III como Santo Albano, mártir da Igreja Católica.

Albano era um soldado romano que foi convertido por um sacerdote fugitivo à quem ele escondeu. Isto lhe custou a vida; foi condenado à execução.

Saint Germain, como Santo Albano, salvou a vida de um sacerdote. Nós podemos salvar a vida de muita gente fazendo invocações a São Miguel, o grande e poderoso protetor.

Em 410 a.C. Saint Germain encarnou como Produs, filósofo grego que ensinou a senda do individualismo. Isto era uma preparação para a humanidade entender a individualização da Chama de Deus.

MAGO MÉRLIN

No século V ele veio como Merlin, o grande alquimista, o velho mago que conhecia os segredos da juventude eterna.

Ele libertava o povo da ignorância e superstição. Ao lado do rei Artur ele aconselhava e orientava a unificação de Inglaterra sofrida e abalada por tantos invasores.

MEDITE SOBRE ISTO:

 “Eu nada sou, mas Deus em mim é” –

“Eu nada posso fazer, mas Deus, a Presença EU SOU em meu coração, tudo pode ”.

ROGER BACON

No século XIII Saint Germain encarnou novamente na Inglaterra como o filósofo, monge, profeta, cientista e alquimista Roger Bacon. Ele estabeleceu o método experimental que veio trazer grande desenvolvimento na ciência. Provocava e incitava os cientistas de sua época a se tornarem mais abertos.

Nesta vida ele veio trazer luz na área científica. Lançou bases para desenvolvimento posterior. Iniciou projetos aos quais viria a dar continuidade quando encarnou mais tarde como Francis Bacon, no mesmo país.

CRISTÓVÃO COLOMBO

Em 1451, voltou ao mundo encarnando como Cristóvão Colombo.

Colombo considerava-se instrumento de Deus para concretizar-se a profecia de Isaías feita em 732 a.C. . . . para reunir o povo de Israel dos quatro cantos do mundo.

Colombo descobriu o novo mundo e hoje o povo de Deus está se reunindo nas Américas. Povo de Is-rael (que quer dizer – “é real”)  hoje espalhado em todas as raças.

A raça EU SOU está sendo agora regida por Saint Germain, o “Regente da Era de Aquários” com uma grande missão nas Américas. Aqueles que desejam maior compreensão neste assunto devem ler os três maravilhosos livros de Saint Germain, ditados a Guy Ballard: Mistérios Desvelados, a Presença Mágica EU SOU e o Livro de Ouro de Saint Germain.

A América é a casa da raça do “EU SOU”, a raça I AM, ou I AM RACE.

O nome de Deus. “I AM THAT I AM”, ou, em português, “EU SOU O QUE EU SOU”.

Se trocarmos as letras da palavra AMÉRICA de posição, temos a palavra I AM RACE, que em inglês, quer dizer, RAÇA DO EU SOU

Nesses livros Saint Germain transmite ensinamentos sobre a Chama Violeta e a Presença de Deus Individualizada; o estudante passa a ter maior entendimento da missão de Saint Germain nas Américas. Colombo descobriu a América guiado por intuição divina e não pelo conhecimento de astronomia ou navegação. Ele escreveu aos Reis da Espanha: “. . . não foram cálculos matemáticos nem mapas que me serviram. Totalmente completadas foram as palavras de Isaías 11. 10,12.

FRANCIS BACON

Saint Germain renasceu na Inglaterra em 1561, como Francis Bacon. Considerado a mente mais brilhante do último milênio, juntamente com outro grande gênio, o conde de Saint Germain (que na verdade são a mesma alma surgindo na Terra em épocas diferentes).

Nessa vida ele conseguiu concluir trabalhos que iniciara quando viveu a encarnação de Roger Bacon.

Francis Bacon foi um filósofo, pensador, cientista que mais contribuiu para o progresso tecnológico do mundo atual e beneficiou todas as áreas culturais. Na literatura ele é reconhecido pelos místicos como Shakespeare. Francis convivia com os grandes escritores ingleses de sua época.

Fundou e participou de várias sociedades secretas, inclusive a maçonaria, Rosa Cruz e outras.

Ele deu continuidade a seu trabalho como Colombo, promovendo colonização e incentivando o rei James I a interessar-se pelo Novo Mundo.

Francis era filho de Elizabeth I e Lord Leicaster. Este foi um casamento secreto e ela era conhecida por seus súditos como “a Rainha Virgem”. Temendo perder este título e perder o trono mais tarde para seu filho, ela sempre o renegou. Ela jamais deu a ele uma chance, nem ao menos um cargo público, onde Francis, com sua tremenda capacidade e preparo, pudesse realizar suas metas para a Inglaterra.

Ele foi criado por Sir Nicholas e Lady Anne Bacon. Na sua adolescência, soube pela própria mãe da sua verdadeira origem, porém tudo continuou na mesma.

Com o poder de Rei da Inglaterra que ele deveria ter, se fosse reconhecido como filho da rainha, Francis Bacon tinha a missão de elevar esta Nação aos píncaros da glória, governando com justiça e sabedoria.

Ele que já havia sido Imperador de uma Era de Ouro, teria dado tremendo impulso na arte, ciência, literatura, muito mais do que fez.

Teria concluído com chave de ouro o que iniciara em vidas passadas como Colombo e Roger Bacon.

A alma persistente e determinada de Francis não se curvou diante de tanta oposição. Ele fez o que podia. Conseguiu influir na formação do Novo Mundo por meio de sociedades secretas.

Conseguiu ser um marco no progresso tecnológico. Como Rei, ele poderia ter iluminado o mundo!

Ele morreu em 1626 e sua ascensão foi em 1 de maio de 1684.

SAINT GERMAIN – O CONDE IMORTAL

Saint Germain conseguiu uma dispensação com os Senhores do Carma para voltar à Terra fisicamente depois de sua Ascensão.

Assim, no século XVIII e XIX ele surgiu nas cortes européias como o Conde de Saint Germain.

Sua missão era livrar a França de uma terrível revolução e transformar a monarquia em um estado republicano.

Quando falha a missão de um mestre é porquê seus discípulos não o ouviram, não colaboraram, como deviam. Embora muito influente entre a realeza, seus conselhos foram ignorados e a temida revolução aconteceu. Em uma ultima tentativa de unir a Europa, Saint Germain investiu em Napoleão Bonaparte, que abusou do poder do Mestre, deixando escapar uma oportunidade maravilhosa de expansão da luz da liberdade para o mundo.

SAINT GERMAIN – O CONDE IMORTAL

Alguns Registros do seu nascimento são do ano de 1600. Com certeza ele apareceu em muitas épocas e diferentes lugares durante a história.

Na verdade, ninguém sabe onde ele apareceu pela primeira vez, mesmo que a maioria das histórias datem de 1690.

A primeira aparição conhecida e proeminente do conde de Saint Germain à sociedade Européia aconteceu em 1742. Apareceu como quem tinha passado os últimos cinco anos junto à corte da soberania Persa, onde dizia ter aprendido o oficio de joalheiro. Distraia a realeza européia e os ricos com seu vasto conhecimento de ciências e história, habilidade musical, muito charme e grande perspicácia.

Ele era capaz de corrigir defeitos em diamantes, desaparecer no ar, escrever a mesma poesia simultaneamente com as duas mãos, falava muitas línguas fluentemente, entendia sobre qualquer assunto, e narrava acontecimentos históricos como se tivesse sido uma testemunha ocular.

Conta-se que em 1760, um acontecimento deu a origem da noção de que Saint Germain poderia ser imortal. Naquele ano em Paris, A Condessa Von Georgy, ouviu sobre a chegada de um certo conde de Saint Germain para uma recepção na cidade, na casa de Madame Pompadour, concubina do rei Louis XV da França.

A então idosa Condessa ficou curiosa pois conheceu um conde de Saint Germain quando estava em Veneza em 1710. Ao encontrar-lhe novamente, ela ficou atônita em ver que ele não pareceu ter envelhecido um ano sequer. Assim perguntou-lhe se era seu pai quem então conheceu. “Não Madame”, respondeu-lhe Saint Germain, “Eu pessoalmente, vivia em Veneza no fim do ultimo e no começo deste século; Eu tive a honra de cortejá-la então”.  “perdoe-me, mas isto é impossível !”,  disse a condessa, “o conde de Saint Germain que eu conheci naqueles dias tinha pelo menos 45 anos de idade, e você, externamente, tem a mesma idade no presente”. “Madame, eu sou muito velho”, disse ele com um conhecido sorriso. “Mas então você deve ter 100 anos de idade”, disse a pasma condessa.  “Isto não é impossível”, assim o conde provou a ela em detalhes, que era realmente o mesmo homem que conhecera a mais de 50 anos, contando os acontecimentos detalhados dos encontros que tiveram e da vida cotidiana da Veneza de 50 anos antes.

Saint Germain viajou extensamente através da Europa por pelo menos mais 40 anos, e em todos aqueles anos nunca parecia ter envelhecido.

Ele tocava violino como ninguém e era um pintor talentoso. Ele sempre parecia ter grande fortuna, mas ninguém sabia de nenhum banco que tivesse qualquer conta sua. Se sua fortuna baseava-se em sua habilidade de transformar metais em ouro, ele nunca o fez em frente a observadores.

Ele participava de muitos jantares com amigos, por que gostava da companhia deles, porém, raramente era visto comendo algum alimento em público. Conta-se que ele sobrevivia de uma dieta de aveia e vegetais.

Ele prescrevia receitas para remover rugas faciais e para tingir o cabelo. Amava pedras preciosas e muitas de suas roupas, incluindo seus sapatos, eram enfeitados com elas. Saint Germain desenvolveu uma técnica para pintar as gemas, e dizia ser capaz de fundir vários pequenos diamantes em um grande. Falava também ser capaz de fazer com que perolas crescessem a tamanhos incríveis.

Ele sempre foi ligado a sociedades secretas incluindo os Rosacruzes, Mansões Livres, Sociedade dos Irmãos Asiáticos, Os Cavaleiros da Luz, A Iluminação e a Ordem dos Templários, entre outras.

Voltaire, renomado filósofo do século XVIII, homem da ciência e da razão, disse de Saint Germain, “Um homem que nunca morre e que sabe todas as coisas”.

Agora, como Mestre da Era de Aquários, Saint Germain traz a maior dádiva que Deus já deu à seus filhos, a Chama Violeta, que é a própria Chama da Liberdade.

É preciso haver cálices, instrumentos na Terra receptivos para que este precioso líquido seja derramado. Pessoas persistentes e constantes que invoquem os mantras da Chama Violeta diariamente.

As pessoas devem compreender que a energia espírito não pode atuar sem o cálice da matéria.

Cada um pode fazer a diferença para um mundo melhor.

Hoje, Saint Germain atua no plano etéreo da Terra, servindo na Grande Fraternidade Branca como o Chohan do sétimo raio. Um Chohan de um raio, é aquele que focaliza a consciência Cristica daquele raio para a humanidade ainda não ascensa. Para ocupar a importante função de Chohan de um dos raios de Deus para a humanidade, é necessário cumprir com louvor as leis daquele raio durante numerosas encarnações, e ter passado por testes e iniciações antes e até mesmo depois da Ascensão.

 Faça você também a diferença para um mundo melhor, invoque a Chama Violeta de Saint Germain, para toda a humanidade e ajude nosso “Santo Irmão”, a expandir a energia Violeta da Justiça e da Liberdade.

“EU SOU O FOGO VIOLETA COM A CHAMA DO 7º RAIO,

EU SOU A ELEVAÇÃO NA LIBERTAÇÃO DA MINHA ALMA”

 

Copyright © Paulo Rodrigues Simões – 2004

Fonte: http://www.eusouluz.com.br

 

 

ARMADILHAS E CILADAS NO CAMINHO DA ASCENSÃO

 

Por Dr. Joshua David Stone

“Nas minhas viagens pela vida como ser espiritual, psicólogo espiritualista e discípulo do caminho, tomei consciência de muitas das armadilhas e ciladas que se encontram no caminho espiritual. Considero-me até especialista no assunto, pois tive a experiência de cair na maioria delas.

Recomendo, convicto, a meditação sobre a lista que apresento a seguir. Embora breve em palavras, é profunda em intuições. O meu propósito ao partilhar estas situações é poupar, ao maior número de pessoas possível, sofrimento desnecessário, carma negativo e os atrasos no caminho da ascensão, provocados pelo desconhecimento e pela ignorância.

O caminho espiritual é bastante fácil num plano e incrivelmente complicado em outro. O ego negativo e as forças das trevas espalham sedução e apegos, imensos complexos e ardilosos desafios em cada passo do Caminho.

Cometer erros e cair nessas armadilhas é normal. A minha preocupação é evitar que as pessoas que buscam o seu Caminho, fiquem enredadas nas ciladas por longos períodos, ou mesmo vidas inteiras.”

Eis, então, as armadilhas e as ciladas mais comuns:

 1. Abrir mão do seu poder pessoal, concedendo-o a outras pessoas, à mente subconsciente, ao ego negativo, aos cinco sentidos, ao corpo físico, ao corpo emocional, ao corpo mental, à criança interior, a um guru, aos mestres ascensionados, a Deus, a tudo o que for externo.

2. Amar os outros, mas não a si mesmo.

3. Não reconhecer o ego negativo como fonte de todos os problemas.

4. Concentrar-se em Deus, mas deixar de integrar e educar de modo correto, a sua criança interior.

5. Comer incorretamente e não fazer exercícios físicos suficientes, o que resulta em doença física e limitação nos outros níveis.

6. Mergulhar profundamente na vida espiritual mas não reconhecer o plano psicológico, que precisa ser compreendido e dominado.

7. Desejos, desejos e mais desejos materiais.

8. Exercer poder sobre os outros depois de alcançar o sucesso.

9. Desligar-se demais das coisas da Terra, o que prejudica o corpo físico.

10. Tentar escapar da Terra, em vez de criar o Céu na Terra.

11. Ver apenas as aparências, em vez de observar a verdadeira realidade que está por detrás de todas as aparências.

12. Tentar tornar-se Deus, em vez de perceber que você já é o Eu Eterno, como todas as outras pessoas o são.

13. Não perceber que você é a causa de tudo.

14. Servir os outros totalmente, antes de se tornar auto realizado dentro de si mesmo.

15. Pensar que existe algo que se possa chamar de raiva justificada. A raiva é uma armadilha perigosa.

16. Tornar-se um extremista, e não ser moderado em todas as coisas.

17. Pensar que precisa ser asceta para tornar-se um ser espiritual.

18. Tornar-se sisudo demais, deixando de ter alegria, felicidade e diversão suficientes na vida. Não há ascensão sem alegria.

19. Ser indisciplinado e deixar de perseverar incessantemente nas suas práticas espirituais.

20. Abandonar as práticas e estudos espirituais quando se envolve num relacionamento.

21. Dar prioridade a um relacionamento, em detrimento do si e do seu processo interno. Essa é outra armadilha traiçoeira.

22. Deixar que a criança interior governe a sua vida.

23. Ser crítico demais e duro demais para consigo mesmo.

24. Deixar-se enredar pelo glamour e ilusão dos poderes psíquicos.

25. Tomar posse do seu poder pessoal, mas não aprender ao mesmo tempo a submeter-se ao seu Cristo interno.

26. Abrir mão do seu poder pessoal quando estiver fisicamente cansado.

27. Esperar que Deus e os mestres ascensionados resolvam todos os seus problemas.

28. Viver no piloto automático e relaxar a vigilância.

29. Entregar o seu poder a entidades que se possam comunicar consigo.

30. Ler demais e não meditar o bastante.

31. Deixar que a sexualidade o domine, em vez de dominá-la.

32. Identificar-se excessivamente com seu corpo mental ou emocional, sem atingir o equilíbrio.

33. Pensar que precisa ser um canal para outras vozes, ver ou experimentar toda a espécie de fenômenos mediúnicos a fim de se tornar espiritualizado ou ascender.

34. Forçar a elevação da sua kundalini.

35. Forçar a abertura dos seus chacras.

36. Pensar que o seu caminho espiritual é melhor que o dos outros.

37. Julgar as pessoas em função do nível de iniciação que alcançaram.

38. Partilhar o seu nível “avançado” de iniciação com outras pessoas.

39. Contar aos outros o seu “bom trabalho espiritual”, em vez de simplesmente centrar-se na sua humildade. “Não saiba a tua mão esquerda o que fez a tua mão direita”.

40. Pensar que as emoções negativas são algo imprescindível.

41. Isolar-se dos outros e achar que isso é ser espiritualista.

42. Considerar a Terra um lugar terrível.

43. Entregar o seu poder à astrologia ou à influência dos astros, como fatores externos e incontornáveis.

44. Apegar-se demais às coisas e às pessoas.

45. Viver desapegado demais com relação à vida; não se esforçar rumo ao desapego envolvido.

46. Viver preocupado demais com o eu; e não se dedicar o suficiente a servir os outros.

47. Enredar-se nas numerosas teorias equivocadas da psicologia tradicional, pois cada uma delas não passa de uma fina fatia da torta inteira.

48. Ser místico demais ou ocultista demais, e não se esforçar para integrar os dois lados.

49. Desistir no meio das grandes adversidades. Essa é uma das piores armadilhas. Nunca desista! Nunca, jamais deve desistir!

50. Achar que o sofrimento que o incomoda – seja em que nível for – não irá passar.

51. Concentrar-se demais no nível de iniciação que alcançou, ou aguardar com ansiedade exagerada o momento da ascensão, em vez de se preocupar com o trabalho que precisa ser feito.

52. Deixar-se enredar pelos poderes espirituais em vez de reconhecer que o amor é, de entre todos, o maior poder espiritual.

53. Denegrir outros grupos espiritualistas ou metafísicos, em vez de buscar o trabalho conjunto e a unificação, mesmo que esses grupos não estejam inteiramente sintonizados com todas as suas crenças.

54. Deixar-se enredar no dogma da religião tradicional, ou quaisquer outros dogmas.

55. Pensar que precisa de um sacerdote, que aja como intermediário entre si e Deus.

56. Usar as suas crenças espirituais para gerar divisão, elitismo ou uma condição especial indevida.

57. Tornar-se fanático demais pelas suas próprias crenças.

58. Achar que pode alcançar a iluminação por meio de drogas ou algum tipo de pílula mágica. Essa é uma das piores formas de ilusão!

59. Achar que outras pessoas não precisam trabalhar no seu caminho espiritual.

60. Sobrevalorizar o relacionamento com os filhos em detrimento das relações consigo mesmo e com o seu Cristo interno.

61. Enredar-se em todas as atrações deste mundo material, realmente fascinante.

62. Envolver-se demais no amor a uma só Pessoa, em vez de expandir seu amor para englobar muitas pessoas, e todos os outros, de forma incondicional.

63. Enredar-se na dualidade, em vez de buscar equilíbrio mental, paz interior e equidade em todos os momentos; se você não transcender a dualidade, continuará a sentir-se vítima da sua própria montanha-russa emocional, sacudindo-se de um lado para o outro entre os altos e baixos da vida. A alma e o espírito pensam com uma

consciência transcendente, que não tem ligação com essa lufa-lufa quotidiana.

64. Ser pai ou filho, mãe ou filha no relacionamento a dois, em vez de assumir a condição de adulto.

65. Pensar que precisa sofrer na vida. Isto é tremendamente falso!

66. Ser ou querer ser um mártir do caminho espiritual.

67. Precisar de controlar os outros.

68. Ter ambição espiritual.

69. Precisar de simpatia, amor ou aprovação.

70. Ter necessidade de ser um Mestre.

71. Ser hipersensível ou, no outro lado da moeda, duro demais.

72. Assumir responsabilidades no lugar dos outros.

73. Ser ou querer ser um salvador.

74. Servir por motivos egoístas e pensar que está a acumular mérito espiritual.

75. Pensar que é espiritualmente mais avançado do que realmente é; por outro lado, pensar que é menos avançado do que realmente é.

76. Ser famoso e cultivar a dependência da fama.

77. Dar importância indevida à busca da paixão ou da alma gêmea, e não perceber que a sua própria Alma – e a Mônada – são aquelas que, na verdade, o podem complementar e saciar interiormente.

78. Pensar que precisa de um relacionamento romântico para ser feliz.

79. Precisar ver-se no centro do palco; ou, no outro lado da moeda, preferir sempre esconder-se pelos cantos.

80. Trabalhar e esforçar-se demais, exaurindo-se fisicamente, ou, no outro lado da moeda, distrair-se demais e não se ocupar dos assuntos do Pai.

81. Buscar orientação em médiuns e não confiar na própria intuição.

82. Entregar-se, neste plano ou no plano interior, a mestres que não sejam ascensionados e que, logicamente, também têm uma compreensão e concepção limitadas da realidade.

83. Fazer do caminho espiritual um hobby, e não o “fogo devorador”.

84. Perder tempo demais em frente da TV, na Internet, com jogos de vídeo, ou lendo romances fúteis, e assistindo a filmes violentos.

85. Gastar quantidades imensas de tempo e energia por falta de organização e administração adequada do tempo.

86. Pensar que discutir com os outros é algo que lhe sirva a si, ou sirva a outras pessoas.

87. Tentar vencer ou estar certo, em vez de se esforçar por amar e compreender.

88. Enfatizar demais a intuição, o intelecto, o sentimento e o instinto, em vez de perceber que tudo isso precisa ser equilibrado e integrado, cada qual na sua devida proporção; a cilada, aqui, é identificar-se excessivamente com um deles.

89. Devotar-se a um guru que o diminui e o divide, em vez de se dedicar ao Eu espiritual que é você mesmo, e cultivar o seu próprio Cristo interno.

90. Tentar permanecer aberto todo o tempo, em vez de saber como abrir e fechar o seu campo energético, de acordo com as necessidades.

91. Não saber dizer não aos outros, à criança interior ou ao ego negativo.

92. Pensar que a violência ou qualquer tipo de agressão contra os outros lhe vai trazer aquilo que você deseja, ou que sirva a Deus de algum modo.

93. Culpar Deus ou irritar-se com Ele ou contra os mestres ascensionados por causa dos próprios problemas.

94. Quando suas orações não forem atendidas, pensar que Deus e os mestres ascensionados não estão respondendo às suas preces.

95. Comparar-se com outras pessoas, em vez de perceber que somos únicos, e que as potencialidades, as circunstâncias e as vivências do outro não são as suas.

96. Pensar que ser pobre é ser espiritualizado. Pensar que é preciso ser rico para ser feliz e espiritualizado.

97. Comparar-se e competir com os outros por causa dos níveis de iniciação e ascensão.

98. Assumir o papel de vítima diante de outras pessoas ou do seu próprio corpo físico, emocional ou mental, desejos, cinco sentidos, ego negativo, eu inferior.

99. Estudar demais e não manifestar os seus conhecimentos no mundo real.

100. Pensar que o seu mau humor é a verdadeira realidade de Deus.

101. Pensar que o valor reside em fazer e alcançar coisas.

102. Pensar que você não precisa de se proteger espiritual, psicológica e fisicamente.

103. Pensar que glamour, ilusão, ego negativo, medo e separação, são a verdadeira realidade.

104. Usar açúcar, café e refrigerantes e outros estimulantes artificiais para obter energia física.

105. Tentar fazer tudo sozinho e não pedir a ajuda a Deus; ou, no outro lado da moeda, pedir a ajuda de Deus e não se ajudar a si mesmo.

106. Deixar de amar as pessoas porque elas o estão a tratar mal ou dando um exemplo negativo de egoísmo; não distinguir a pessoa de seu comportamento.

107. Perder a fé na realidade viva da Alma, da Mônada, de Deus e dos Mestres Ascensionados, e na capacidade que eles têm de ajudá-lo.

108. Pensar que apenas as outras pessoas podem atingir a ascensão, ou ser Luz no mundo, ou pelo menos não nesta vida.

109. Tentar atingir a ascensão para fugir dos problemas quotidianos.

110. Pensar que a Terra é uma prisão, e não reconhecê-la como um Paraíso em evolução.

“Tudo o que existe no universo divino é governado por leis – físicas, emocionais, mentais e espirituais. Aprendendo a compreender essas leis e tornando-se obediente a elas você trilhará o caminho da ascensão.”

 

 

NÃO SE OFENDA!

PRIMEIRO PASSO PARA SUPERAR O

CONTROLE DO EGO – NÃO SE OFENDA

O comportamento dos outros não pode paralisar você. Aquilo que o ofende somente o enfraquece. Se estiver procurando motivos para ficar ofendido, você as encontrará a cada oportunidade. Este é o seu ego operando, convencendo-o de que o mundo não deveria ser assim. Mas você pode se tornar um apreciador da vida e se equiparar ao Espírito universal da Criação. Você não pode alcançar o poder da intenção ao ficar ofendido. De qualquer modo, aja para erradicar os horrores do mundo que emanam da identificação massiva do ego, mas fique em paz.

A Paz é de Deus, você que é parte de Deus, não está no lar, exceto em sua paz. O Ser é de Deus, você que é parte de Deus não está no lar, exceto em sua paz.

Ficar ofendido cria a mesma energia destrutiva que o ofendeu em primeiro lugar e leva ao ataque, ao contra-ataque e à guerra.

SEGUNDO PASSO PARA SUPERAR CONTROLE DO EGO –

LIBERE A SUA NECESSIDADE DE VENCER

O ego adora nos dividir em vencedores e perdedores. A busca da vitória é um meio infalível de evitar o contato consciente com a intenção. Por quê? Porque em última instância, a vitória é impossível o tempo todo. Alguém lá fora será mais rápido, mais afortunado, mais jovem, mais forte e mais inteligente, e novamente você se sentirá inútil e insignificante.

Você não é o seu prêmio ou a sua vitória. Você pode curtir a competição, e se divertir em um mundo onde a vitória é tudo, mas você não tem que estar lá em seus pensamentos. Não há perdedores em um mundo onde todos compartilham a mesma fonte de energia. Tudo o que você pode dizer em um determinado dia é que você realizou em um determinado nível, em comparação aos níveis de outros neste dia. Mas hoje é outro dia, com outros competidores e novas circunstâncias a considerar. Você está ainda na presença infinita em um corpo que está em outro dia, ou em outra década, mais velho. Deixe ir a necessidade de vencer, sem concordar que o oposto de vencer é perder. Este é o medo do ego. Se o seu corpo não está atuando de modo a vencer neste dia, ele simplesmente não se importa quando você não está se identificando exclusivamente com o seu ego. Seja o observador, notando e apreciando tudo isto sem precisar ganhar um troféu. Esteja em paz, e corresponda com a energia da intenção. E, ironicamente, embora você quase não o perceba, mais vitórias se apresentarão em sua vida quando menos as perseguir.

Wayne W. Dyer

Por: José Batista de Carvalho

Fonte: site Universo Natural

 

 
 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 817 outros seguidores