RSS

Arquivo do autor:Templo Dos Anjos da Ordem de Shidha

CIÊNCIA X ESPIRITUALIDADE

 

OS 36 OCULTOS

BY  · 13 DE MAIO DE 2013

Os Cabalistas nos dizem que ao longo da história, em cada geração, sempre há 36 almas ocultas de Justos (Tsadik) que são o alicerce do mundo. Em razão de sua existência, estes grandes e ocultos 36 sábios Kabalistas sustentam o nosso mundo físico. E adivinhe? A física moderna nos diz que há 36 quarks ocultos que sustentam nosso mundo físico. Agora preste atenção neste próximo ponto: os físicos nunca viram um quark. Eles estão escondidos. Completamente. Como Timothy Paul Smith, um professor de física, explica em seu livro “Hidden Worlds”, “Ninguém jamais viu um quark.” No entanto, o quark é o alicerce da nossa realidade. De acordo com o físico e Prêmio Nobel Jerome I. Friedman, o quark é o elemento mais básico de construção da natureza.

Ciência e Cabalah descrevem exatamente a mesma coisa.

O físico Michio Kaku disse: “Por que temos 36 quarks? Esse é um dos grandes mistérios do modelo padrão da física de partículas.”

O fato é que esses 36 quarks ocultos que a ciência descobriu são simplesmente a essência espiritual e a consciência das 36 almas justas ocultas das quais a Kabbalah fala. Não há partículas subatômicas reais que existam em termos materiais. De acordo com a Kabbalah, há apenas forças ou partículas de consciência. A Ciência simplesmente encontrou as 36 almas justas ocultas. Exceto que a ciência usa uma linguagem diferente da Cabalah, e então os físicos escolheram chamá-los de quarks ao invés de Quabalistas ou Cabalistas.

A língua humana entrou em um estado de  confusão  após o incidente da torre de Babel e é por isso que falhamos em conseguir unificar ciência e espiritualidade. A isto também se deve o fato do Cristianismo aparentar ser diferente da Cabalah quando, de fato, eles são idênticos. Os cristãos referem-se as Dez Sefiroth como a cruz e Gólgota. Eles não fazem ideia de que Gólgota, a Santíssima Trindade e o Filho de Deus são apenas termos distintos para os vários aspectos das Dez Sefiroth .

Na verdade, a Cabalah, a Ciência e o Cristianismo estão todos descrevendo uma realidade singular e estruturada.

O problema é que os físicos estão aficionados à fisicalidade (também chamada de ‘A síndrome Bezerro de Ouro’) e, portanto, não têm nenhum indício de que a consciência é o material e a substância do mundo quântico microscópico.

Então, ao invés de chamarem a consciência da Luz de Desejo de Compartilhar, os físicos chamam-na de Próton.

Em vez de chamar a consciência do recipiente deDesejo de Receber, eles chamam-na de Elétron. Ao invés de chamarem as almas justas ocultas, que são o fundamento do nosso mundo, de os grandes sábios Kabalistas, eles chamam-nos de quarks.

Tanto a ciência quanto a Kabbalah estão descrevendo a mesma realidade, mas por usarem uma linguagem diferente, criam confusão, conflito e separação por toda a humanidade.

Os físicos têm a obrigação de, finalmente, renunciarem a sua visão limitada da realidade e perceberem que a consciência é a raiz de toda a realidade. Por que isso é tão importante? Porque a humanidade provavelmente nunca compreenderá a importância de transformar a nossa consciência de auto-interesse até obter o “selo de aprovação” da ciência.

A Ciência gosta de culpar a religião pela maioria das guerras e derramamento de sangue na história. E é verdade. Mais sangue foi derramado em nome da religião do que qualquer outra causa. Porém, foi a ciência desenvolveu todas as armas de destruição em massa que a religião tem usado para travar uma guerra contra as outras religiões e outras nações. Assim, a ciência também é a principal culpada por toda a destruição causada pela guerra. Se não houvesse armas inventadas pela ciência, nem bombas ou armas nucleares, a aniquilação total do nosso mundo não seria possível.

Não se engane, a ciência atrasa a redenção do mundo porque ela se recusa a se desapegar do ego (consciência negativa) e a enxergar que a própria consciência é a única realidade. É irônico que a sua própria consciência egocêntrica limitada impeça-os de perceber a verdade que a própria consciência está dando origem a toda a existência.

OK, há alguns físicos que só agora estão reconhecendo o papel supremo que a consciência desempenha em nossa realidade. Mas esses poucos físicos ainda não perceberam o cenário completo. Qual é o cenário completo? Há duas forças de consciência em nossa realidade. Há a consciência negativa e a consciência positiva.

Eles não sabem que o ego (consciência negativa) foi pré-programado para duvidar e desacreditar da própria verdade que a consciência e a mente são a essência de toda a matéria. O ego está programado para duvidar da existência do Criador.

O ego também corrompe a verdade sobre o Criador e fabrica superstições e falsidades para que as pessoas fiquem desorientadas quanto à verdadeira natureza da Luz do Criador. A razão para isto é explicada com riqueza de detalhes em outros artigos.

É por isso que precisamos da Cabalah. Apenas a Cabalah fornece a tecnologia que remove toda a dúvida que domina a nossa mente racional, para que assim um físico – e toda a humanidade – possam finalmente perceber a verdade, em vez de duvidá-la, ou não querer enxergá-la, ou de simplesmente corrompê-la.

 

COMO A MUDANÇA DE CONSCIÊNCIA PODE ESTAR LHE AFETANDO

A vida parece estar ficando cada vez mais desafiadora?
Suas emoções estiveram mais intensas ultimamente?
Parece que há mais pensamentos passando pela sua mente?
Você já percebeu o seu corpo tenso, sem razão aparente?
Você tem tido um sentimento vago – ou não tão vago – de ansiedade?
Esteve achando difícil ter uma boa noite de sono?
Parece ser impelido a se manter ocupado?
Está sentindo uma misteriosa sensação de urgência?
Tem menos paciência?
Encontra-se mais obcecado com estas coisas?
O seu humor esteve mudando rapidamente do otimismo à falta de coragem – do prazer ao desânimo?
Parece mais difícil do que costumava ser, apreciar a vida?

Se você estiver experienciando alguns – ou todas estas coisas, anime-se!
Acredite ou não, é um sinal de que algo muito positivo está lhe acontecendo, e ao planeta.

Estes sintomas são (na maior parte dos casos), um “subproduto” de um extraordinário despertar espiritual – ou “mudança de consciência” – que o planeta Terra e a humanidade estão atualmente passando. Este despertar foi profetizado durante séculos, e foi chamado de “A Grande Mudança” – “A Ascensão Planetária” – “A Aceleração” – “Um Salto Evolutivo” – e mais recentemente, “Um Despertar para a Nova Consciência”.

Onde esta mudança está nos levando?

A essência disto é que estamos mudando de nosso atual estado limitado, para uma vibração e um nível de consciência mais elevado – um estado mais evoluído, espiritualmente, livre de muitos dos problemas individuais e coletivos de nossa atual existência. Estamos evoluindo além do estado no qual o medo, a violência, a luta e o conflito podem prosperar. Estamos crescendo para um estado de ser mais iluminado, que será caracterizado pela unidade, pela paz, pela cooperação, pela compaixão, pela harmonia e a libertação de muitas de nossas atuais limitações.

A mudança está sendo catalisada por um aumento da Luz Evolutiva Divina que está fluindo na atmosfera da Terra. Esta luz é a força por trás de toda a evolução em todo o universo… o processo de cada coisa criada que revela o seu pleno potencial divino e que sobe a escada da consciência. Estamos atualmente experienciando uma transição longa e às vezes cheia de obstáculos para este estado mais elevado… uma fase que pode ser comparada às dores do crescimento cósmico.

Esta transição começou nos anos 60, e foi gradualmente, se intensificando desde então, com alguns saltos significativos. Por exemplo, durante um alinhamento de planetas extraordinariamente poderoso, em Maio de 1981, esta luz evolutiva foi direcionada para vários pontos. Então, ela foi acionada em vários momentos, no que foi chamado de “Convergência Harmônica”, em Agosto de 1987.

Quando culminará esta mudança?

Em primeiro lugar, deveria ser notado que a mudança de consciência é um “processo” – similar ao processo de crescimento – e não pode haver um único ponto no tempo em que é subitamente concluído. Ainda assim, há uma série de ensinamentos prevendo o fim do ano de 2012, como o momento em que a mudança alcançará um ponto culminante, semelhante ao que a ciência chama de “massa crítica”.

Massa crítica é o que ocorre quando um número suficiente de partes de um todo alcança um determinado nível, iniciando uma reação em cadeia, na qual todas as outras partes são automaticamente elevadas a este nível também.

Por exemplo, quando vocês estão aquecendo a água, há um ponto no qual tantas moléculas alcançam a temperatura de ebulição, que todas as moléculas restantes são automaticamente elevadas a esta temperatura e a água alcança uma total ebulição. Hipoteticamente então, quando um número suficiente de indivíduos alcançar um determinado nível de consciência, ocorrerá uma reação em cadeia, trazendo o resto da humanidade a este nível também.

Muitas das previsões de 2012 podem ser rastreadas até o final do antigo Calendário Maia, que mediu o tempo em grandes ciclos, baseado na posição da Terra em nossa galáxia e no movimento da nossa galáxia através do cosmos. Não tenho a pretensão de saber qual é a linha do tempo. Eu posso apenas falar do processo que eu estive vivenciando e observando ao longo das últimas décadas.

Quando este artigo foi originalmente escrito, esta luz estava vindo em ondas ocasionais. A cada vez que uma destas ondas de luz fluía em nossa atmosfera, a vibração do planeta era elevada a uma freqüência um pouco maior, levando a nossa Terra – junto com nós, terráqueos – a um nível mais elevado. O tempo entre as ondas, nos deu tempo para nos acostumarmos ao aumento da vibração e do nível de consciência.

Desde então, a freqüência e o poder destas ondas de luz foram acelerados intensamente. Atualmente, os efeitos estão consideravelmente, mais intensos, e estamos conseguindo muito pouco tempo entre as ondas para contermos a respiração e nos ajustarmos.

Dado ao grau em que está se intensificando, é concebível que um importante ponto crítico possa ser alcançado em torno do tempo previsto.

Que efeito esta energia evolutiva está tendo sobre nós, como indivíduos?

Enquanto a nossa vibração e a nossa consciência estão sendo elevadas aos níveis mais elevados, estamos sendo continuamente desafiados a deixar ir o nosso limitado e velho nível de ser. Nós, seres humanos, tendemos, instintivamente, a nos apegarmos ao que é familiar, e a resistirmos a nos movermos em direção ao desconhecido, sem acreditarmos que pode ser um espaço de maior liberdade e felicidade.

 

Crescer além de nosso velho nível de consciência requer deixar ir as nossas coisas de vibrações menos elevadas… nossas crenças limitantes, nossos medos e as nossas toxinas emocionais físicas.

Como parte do processo de clarificação, o nosso material tende a se tornar extremamente ampliado, de modo que devemos finalmente lidar com ele antes de nos despedirmos dele. Quando isto estiver acontecendo, vocês não têm que procurar muito para encontrá-lo… geralmente está bem diante de vocês.

Este mesmo processo pode ser visto ocorrendo a um nível global. Muitos dos eventos que estão se desenrolando no palco mundial, é uma limpeza das toxinas coletivas da humanidade, trazendo à luz, a “sombra” coletiva da humanidade.

Para muitos indivíduos, este processo está provocando algumas destas dificuldades mencionadas no início deste artigo… emoções intensificadas, tensão física, aumento da atividade do pensamento, etc.

A maior parte dos “transtornos” que muitos estão experienciando atualmente, são devidos (em parte) a esta intensificação da energia. Estas incluem: Transtornos Generalizados de Ansiedade, Transtorno de Déficit de Atenção, Transtorno Obsessivo-Compulsivo e Depressão.

Porque tudo está sendo ampliado – especialmente as nossas emoções – condições que possam ter existido anteriormente como problemas menores, estão agora se intensificando ao nível de grandes transtornos. (Deveria ser notado que há múltiplos fatores envolvidos na criação destes transtornos, e eu não estou, sob qualquer condição, minimizando o seu impacto, ou sugerindo que um indivíduo que sofra de tal transtorno, deva simplesmente aceitá-lo como parte do processo de despertar.)

Felizmente, os efeitos deste processo não são todos problemáticos. Muitas pessoas estão experienciando algumas mudanças muito positivas, juntamente com os desafios. Estas incluem: Aumento das habilidades intuitivas, sentimento de mais franqueza e compaixão, experienciando um maior grau de orientação e apoio divino na vida; sentimentos de mais felicidade e graça nas meditações, descoberta de novas habilidades criativas, a aquisição de novos insights e de uma compreensão própria, mais profunda, experienciando mais coincidências cósmicas, ou seja “sincronicidades” que ocorrem na vida, e uma maior conexão com o Espírito e com toda a vida.

Se o que estão lendo aqui corresponde com a sua experiência de vida, vocês podem estar se questionando: “Por que eu tenho que aturar todo este material louco, apenas porque, casualmente, eu estou aqui, neste momento?”

Pelo contrário, não é por acaso que vocês estão aqui neste momento extraordinário. Vocês se dispuseram a estar aqui, a fim de participar deste grande despertar espiritual. Estamos todos neste barco juntos, descendo as correntezas espirituais.

Como então, poderão interagir melhor com esta turbulenta viagem?
Aqui estão algumas dicas úteis…

1 – Meditem diariamente. A meditação diária é ideal para o relaxamento e para permitir que as intensas energias cósmicas fluam através de vocês, ao invés de resistir a elas… para facilitar o processo de elevar a sua consciência e vibração.. e para deixar ir a sua velha bagagem limitante.

2 – Permaneçam centrados: Enquanto vocês estão vivendo o seu dia, tentem se lembrar tão freqüentemente quanto possível, de mudar a sua atenção novamente para este centro interior de calma que você alcançou na meditação. Um método eficaz para fazer isto é simplesmente prestar atenção a sua respiração – por alguns momentos em que estiverem se sentindo estressados ou entre as tarefas.

Lembrem-se de que permanecer centrado é um modo muito eficaz de reduzir o stress, assim como uma maneira adequada de acostumar a viver em uma vibração mais elevada. Atualmente estamos sendo submetidos a uma poderosa atração de energias mais e menos elevadas. Mudar novamente para o seu centro da calma, tão freqüentemente quanto possível, os ajuda a permanecer alinhados com a atração ascendente.

3 – Aprendam a confiar na orientação e na assistência mais elevada. Há muito apoio disponível dos reinos invisíveis para nos ajudar a passarmos por esta difícil transição.

4 – Tomem muita Vitamina B.

5 – Tentem se lembrar de que estes tempos são extraordinários. Nossas velhas definições de normalidade – e de comportamento normal – não mais se aplicam. Tudo é ampliado, incluindo os nossos caprichos e medos, assim vocês poderiam considerar dar a si mesmo e aos outros um pouco de folga extra.

Aqui está uma citação de Choquash – um contador de histórias nativo americano – que capta a essência de tudo isto…

“Os anciões me enviaram para lhes dizer que agora é como um rio se precipitando, e isto será experimentado de muitos modos diferentes. Há aqueles que continuariam na terra… mas não há terra. A terra está se desintegrando. Pulem no meio do rio. Mantenham a sua cabeça acima da água, olhem ao redor para ver quem mais está no rio com vocês e celebrem.”


SPIRIT PATHWAYS MAGAZINE 
EVOLVING HUMANITY’S CONSCIOUSNESS
via: http://spiritpathwaysfoundation.com 
Tradução: Regina Drumond
Evolving Humanity’s Consciousness
2 de Agosto de 2010
 

13 DE JUNHO DIA DE SANTO ANTONIO

 

Santo Antônio nasceu em Lisboa, Portugal, dia 13 de setembro de 1191, e morreu com 36 anos, dia 13 de junho de 1231, nas vizinhanças de Pádua, Itália. Por isso, é chamado Santo Antônio de Lisboa e Santo Antônio de Pádua, um dos santos mais populares da Igreja, ‘o santo do mundo todo’ o chamou Leão XIII.

Filho de Martinho de Bulhões e Teresa Taveira, de famílias ilustres, recebeu o nome de Fernando no batismo. Aos 15 anos, entrou no convento da Ordem dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho, nas proximidades de Lisboa. Aí ficou dois anos e pediu para ser transferido para o mosteiro  de Santa Cruz em Coimbra, porque eram tantas as visitas de parentes e amigos, que perturbavam sua paz. Em Coimbra fez filosofia e teologia e foi ordenado padre.

O INGRESSO NA ORDEM DOS FRANCISCANOS:

Nesse mosteiro de Coimbra, se hospedaram os frades Franciscanos do convento de Santo Antônio dos Olivais, quando viajavam para converter os muçulmanos em Marrocos, na África. Pouco tempo depois, os restos mortais desses frades, martirizados em Marrocos, voltaram a Portugal, para o sepultamento desses heróis em Coimbra, onde morava o Rei de Portugal. Nessa ocasião, ‘Santo Antônio’ sentiu grande desejo de evangelizar Marrocos e imitar os mártires. Por isso, no verão de 1220, entrou para a Ordem dos Franciscanos, mudou seu nome para Antônio, que era o titular do convento franciscano dos Olivais, e foi mandado para Marrocos.

No início de novembro de 1220, Antônio desembarcou em Marrocos, mas terrível enfermidade o reteve na cama todo o inverno e resolveram devolve-lo para Portugal. O navio de volta a Portugal foi levado pelos ventos para a Itália. Desembarcou na Sicília e se dirigiu para Assis, onde se encontrou pela primeira vez com São Francisco. Então, participou de um Capítulo Geral da Ordem, que começou a 20 de maio de 1221, em Assis.

Não demorou para se revelar como excelente orador e pregador, em setembro de 1221, fazendo o sermão em Forli, na ordenação sacerdotal de franciscanos e dominicanos. Surpreendeu o Provincial e todos ficaram maravilhados.

Por isso, o Provincial o encarregou da ação apostólica contra os hereges na região da Romanha. e no norte da Itália, quando se tornou extraordinário pregador popular. Em Rimini, os hereges impediam o povo de ir aos seus sermões. Então, apelou para o milagre. Foi à costa do Adriático e começou pregar aos peixes, que acorreram em multidão, mostrando a cabeça fora da água. Este milagre invadiu a cidade com entusiasmo e os hereges ficaram envergonhados.

Após alguns anos de frade itinerante, foi nomeado, por carta, por São Francisco, o primeiro ‘Leitor de Teologia’ da Ordem. Mas, este magistério de teologia para os franciscanos de Bolonha demorou pouco porque o Papa mobilizou todos os pregadores dominicanos e franciscanos para combater a heresia albigense na França.

Por isso, passou três anos, lecionando, pregando e fazendo milagres no sul da França – Montpellier, Toulouse, Lê Puy, Bourges, Arles e Limoges. Como ocupava o cargo de custódio do convento de Limoges, foi para Assis participar do Capítulo Geral da Ordem, convocado por Frei Elias, a 30 de maio de 1227. Nesse Capítulo foi eleito Provincial da Romanha, cargo que ocupou com êxito até 1230. Em 1229, foi morar com os seus irmãos franciscanos, perto de Pádua, no convento de Arcella, em Camposampiero.

 

 

A MORTE DE SANTO ANTONIO:

Nesse lugar retirado, a pedido do Cardeal de Óstia, dedicou-se a escrever os sermões das festas dos grandes santos e de todos os domingos do ano. Mas sempre saia para pregações, por exemplo, durante a Quaresma, até morrer, por uma hidropisia maligna, na sexta-feira, de 13 de junho de 1231.

Foi tanta a repercussão de sua morte e tantos os milagres, que, onze meses após sua morte, foi canonizado pelo Papa Gregório IX. Em 1263, quando seu corpo foi exumado, sua língua estava intacta e continua intacta até hoje, numa redoma de vidro, na Basílica de Santo Antônio, em Pádua, onde estão seus restos mortais.

Mais tarde, em 1934, foi declarado Padroeiro de Portugal.

E em 1946, o Papa Pio XII proclamou Santo Antônio ‘Doutor da Igreja’, com o título de ‘Doutor Evangélico’. Santo Antônio não perdeu sua atualidade e é invocado pelo povo cristão, até hoje, para curar doença, achar coisa perdida e ajudar no casamento.

DEVOÇÕES A SANTO ANTONIO

É invocado como protetor de coisas perdidas, porque em Montpellier, na França, onde lecionava e pregava, um noviço franciscano saiu do convento e roubou seus comentários escritos sobre os salmos. Ele rezou para que o ladrão lhe devolvesse a preciosa obra. Arrependido, o ladrão voltou e lhe devolveu o livro manuscrito. Daí o fato de ser invocado para encontrar coisas perdidas.

Também, na França, uma senhora de Toulouse, por ter alcança do uma grande graça, por intercessão de Santo Antônio, resolveu levar pães à igreja, para que fossem abençoados e distribuídos aos pobres. Daí vem a tradição de se abençoar os pães de Santo Antônio, no dia 13 de junho, para se crescer no amor para com os pobres e para se buscar a restituição da saúde a muitos de nossos doentes.

A devoção a Santo Antônio teve desenvolvimento popular surpreendente. O folclore brasileiro e italiano é rico em alusões ao poder milagroso do santo para casamento e para encontrar coisa perdida.

O fato é que Santo Antônio não decepciona nunca seus devotos.

Em 1981, para celebrar 750 anos da morte de Santo Antônio, foi aberto seu túmulo, Seu esqueleto estava sem carne e muito bem conservado, sem o antebraço esquerdo e o maxilar inferior, tirados para relíquia em séculos passados. Mereceu 9 geniais sermões do padre Antônio Vieira.

1195: Nasce em Lisboa, filho de Maria e Martinho de Bulhões. É batizado com o nome de Fernando. Reside na frente da Catedral.

1202: Com sete anos de idade, começa a freqüentar a escola, um privilégio raro na época.

1209: Ingressa no Mosteiro de S. Vicente, dos Cônegos Regulares de S. Agostinho, perto de Lisboa. Torna-se agostiniano.

1211: Transfere-se para Coimbra, importante centro cultural, onde se dedica de corpo e alma ao estudo e à oração, pelo espaço de dez anos.

1219: É ordenado sacerdote. Pouco depois conhece os primeiros franciscano, vindos de Assis, que ele recebe na portaria do mosteiro. Fica impressionado com o modo simples e alegre de viver daqueles frades.

Chegam a Coimbra os corpos de cinco mártires franciscanos. Fernando decide fazer-se franciscano como eles. É recebido na Ordem com o nome de Frei Antônio, enviado para as missões entre os sarracenos de Marrocos, conforme deseja.

Chegando a Marrocos, adoece gravemente, sendo obrigado a voltar para sua terra natal. Mas uma tempestade desvia a embarcação arrastando-a para o sul da Itália. Desembarca em Sicília. Em maio do mesmo ano participa, em Assis, do capítulo das Esteiras, uma famosa reunião de cinco mil frades. Aí conhece o fundador da Ordem, São Francisco de Assis. Terminado o Capítulo, retira-se para o eremitério de Monte Paolo, junto dos Apeninos, onde passa 15 meses na solidão contemplativa e no trabalho braçal. Ninguém suspeita da sabedoria que aquele jovem frade português esconde.

Chamado de improviso a falar numa celebração de ordenação, Frei Antônio revela uma sabedoria e eloqüência extraordinárias, que deixam a todos estupefatos. Começa sua epopéia de pregador itinerante.

Em brevíssima Carta a Frei Antônio, São Francisco o encarrega da formação teológica dos irmãos. Chama-o cortesmente de ” Frei Antônio, meu bispo”.

Depois de percorrer a região norte da Itália, passa a pregar no sul da França, com notáveis frutos. Mas tem duras disputas com os hereges da região.

É eleito ” custódio” na França e, um ano depois, ” provincial” dos frades no norte da Itália.

Participa, em Assis, do Capítulo Geral da Ordem, que o envia a Roma para tratar com o Papa de algumas questões pendentes. Prega diante do Papa e dos Cardeais. Admirado de seu conhecimento das Escrituras, Gregório IX o apelida de “Arca do Testamento”.

Frei Antônio começa a redigir os “Sermões”, que hoje possuímos impressos em dois grandes volumes.

Prega em Pádua a famosa quaresma, considerada como o momento de refundação cristã da cidade. Multidões acorrem de todos os lados. Há conversões e prodígios. Êxito total! Mas Frei Antônio está exausto e sente que seus dias estão no fim. Na tarde de 13 de junho, mês em que os lírios florescem, Frei Antônio de Lisboa morre às portas da cidade de Pádua. Suas últimas palavras são: ” Estou vendo o meu Senhor “. As crianças são as primeiras a saírem pelas ruas anunciando: “Morreu o Santo”.

Não tinha bem passado um ano desde sua morte, quando Gregório IX o inscreveu no catálogo dos santos.

Pio XIII declara Santo Antônio Doutor da Igreja, com o título de “Doutor Evangélico”.

Alguns Milagres:

Santo Antônio é sem dúvida o “Santo dos Milagres”. A sua taumaturgia – relação de milagres – iniciada em vida com uma pluralidade de milagres que lhe valeram a canonização em menos de um ano, é, na história da Igreja, a mais vasta e variada.

De Santo “casadoiro” a “restituidor do desaparecido”, passando por “livrador” das tentações demoníacas, a Santo Antônio tudo se pede. Citaremos abaixo alguns dos milagres operados por esse santo.

Santo Antônio prega aos peixes. Reza a lenda que estando a pregar aos hereges em Rimini, estes não o quiseram escutar e viraram-lhe as costas. Sem desanimar, Santo Antônio vai até à beira da água, onde o rio conflui com o mar, e chama os peixes a escutá-lo, já que os homens não o querem ouvir. Dá-se então o milagre: multidões de peixes aproximam-se com a cabeça fora de água em atitude de escuta. Os hereges ficaram tão impressionados que logo se converteram. Este milagre encontra-se citado por diversos autores, tendo sido mesmo objeto de um sermão do Padre Antônio Vieira que é considerado uma das obras-primas da literatura portuguesa.

Santo Antônio livra o pai da forca. Tinha havido um crime de morte em Portugal, onde nascera Santo Antônio. Todas as suspeitas do crime recaíam sobre o pai do santo.

Chegou o dia do julgamento. Os juízes estavam reunidos para proferir a sentença condenatória. Assentado ali no banco dos réus, seu pai não podia se defender.

Nesse momento Santo Antônio estava fazendo um sermão numa igreja da Itália. Conta-se que, em dado instante, ele interrompeu o sermão e ficou imóvel, como se estivesse dormindo em pé. Durante esse mesmo tempo foi visto na sala do júri, em Portugal, conversando com os juizes. Entre outras coisas, disse-Ihes o santo: Por que tanta precipitação? Posso provar a inocência do meu pai. Venham comigo até o cemitério.

Aceitaram o convite. Frei Antônio mandou abrir a cova do homem assassinado e perguntou ao defunto: “Meu irmão, diga perante todos, se foi meu pai quem matou você”.

Para espanto dos juízes e de todos que ali estavam, o defunto abriu a boca e disse devagar, como se estivesse medindo as palavras:

“Não foi Martinho de Bulhões quem me matou”. E tornou a calar-se. Estava provada de maneira milagrosa a inocência do seu pai. Mais uma vez a verdade triunfou sobre a mentira e a calúnia.

Operou-se aí dois fatos milagrosos, a bilocação, ou ato de uma pessoa estar (por milagre) em dois locais ao mesmo tempo, e o poder de reanimar os mortos.

Com o Menino Jesus nos braços: Outro milagre, também reportado na crônica do Santo, ocorre já no fim da sua vida e foi contado pelo conde Tiso aos confrades de Santo Antônio após sua morte. Estando o Santo em casa do conde Tiso, em Camposampiero, recolhido num quarto em oração, o conde, curioso, espreita pelas frechas de uma porta a atitude de Frei Antônio; depara-se então uma cena miraculosa: a Virgem Maria entrega o Menino Jesus nos braços de Santo Antônio. O menino tendo os bracinhos enlaçados ao redor do pescoço do frade conversava com ele amigavelmente, arrebatando-o em doce contemplação. Sentindo-se observado, faz conde Tiso jurar que só contaria o visto após a sua morte.

Curiosidades

Conta-se que seu pai, Martinho, gostava de ir a uma fazenda que possuía nos arredores de Lisboa. Um dia, levou o filho com ele. Ocorre que insaciáveis bandos de pássaros desciam continuamente para bicar os grãos de trigo. Era necessário espantá-los para impedir grave dano à colheita. Martinho encarregou o garoto de manter longe os pequenos ladrões.

O pai se foi e Fernando permaneceu correndo de cá para lá no campo. Em pouco tempo começou a se aborrecer com aquela ocupação. Não muito longe, uma capelinha rústica o convidava à oração. Mas o pai o mandava enxotar os passarinhos, não podia desobedecer.

Gritou, então aos pássaros, convidando-os a segui-lo para dentro de uma sala da fazenda. Obedientes os pássaros entraram. Quando todos estavam dentro, Fernando fechou as janelas e as portas, e foi tranquilamente fazer sua visita ao Senhor.

Retornando o pai veio procurá-lo. Andou pelo campo, chamando-o cá e lá, mas não encontrou ninguém. Preocupado, dirigiu-se à capela e o descobriu, todo absorto na prece. Fernando tomou o pai pelas mãos e o conduziu ao salão repleto dos vôos e dos cantos dos graciosos prisioneiros. Abriu a porta e, a um sinal seu, os pássaros, em bando, retornaram os livres caminhos do espaço.

Outra história muito conhecida é a provável responsável pela associação de Santo Antônio com a descoberta de pessoas e objetos desaparecidos. Conta-se que, um dia, o frei descobriu que um noviço havia fugido do mosteiro e levado com ele seus comentários sobre o Livro dos Salmos. Ele, então, rezou para o retorno de ambos. Em pouco tempo, o jovem arrependido voltou para a vida religiosa, acompanhado, é claro, dos manuscritos.

Frases de Santo Antônio

“Deus é Pai de todas as coisas. Suas criaturas são irmãos e irmãs.”

“É viva a Palavra quando são as obras que falam.”

“Quando te sorriem prosperidade mundana e prazeres, não te deixes encantar; não te apegues a eles; brandamente entram em nós, mas quando os temos dentro de nós, nos mordem como serpentes.”

“Uma água turva e agitada não espelha a face de quem sobre ela se debruça. Se queres que a face de Cristo, que te protege, se espelhe em ti, sai do tumulto das coisas exteriores, seja tranqüila a tua alma.”

“A paciência é o baluarte da alma, ela a fortifica e defende de toda perturbação.”

“Ó meu Senhor Jesus, eu estou pronto a seguir-te mesmo no cárcere, mesmo até a morte, a imolar a minha vida por teu amor, porque sacrificaste a tua vida por nós.”

“Como os raios se desprendem das nuvens, assim também dos santos pregadores emanam obras maravilhosas. Disparam os raios, enquanto cintilam os milagres dos pregadores; retornam os raios, quando os pregadores não atribuem a si mesmos as grandes obras que fazem, mas à graça de Deus.”

“Ó Senhor, dá-me viver e morrer no pequeno ninho da pobreza e na fé dos teus Apóstolos e da tua Santa Igreja Católica.”

“Neste lugar tenebroso, os santos brilham como as estrelas do firmamento. E como os calçados nos defendem os pés, assim os exemplos dos santos defendem as nossas almas tornando-nos capazes de esmagar as sugestões do demônio e as seduções do mundo.”

“Quem não pode fazer grandes coisas, faça ao menos o que estiver na medida de suas forças; certamente não ficará sem recompensa!”

 

A vida intra uterina e o Espírito

 

Na vida embrionária (intra uterina) enquanto ocorre o desenvolvimento do corpo físico, o Espírito, ser pré-existente que começa o processo de ligação ao corpo em formação, não tem plena consciência da situação, mas as experiências que se passam nesse período ficam marcadas e são importantes na vida futura.

A reencarnação é resultado de um cuidadoso planejamento elaborado e conduzido pelos Espíritos Superiores onde, na própria fecundação, há a seleção do espermatozoide mais apropriado para as experiências daquele Espírito que retorna à matéria, fruto desse projeto.

Hoje a moderna ciência confirma que não é o gameta masculino mais rápido, nem o mais qualificado, nem o primeiro que chega ao óvulo feminino que rompe a sua membrana e o fertiliza, mas aquele que é “energeticamente compatível”. Isso ocorre porque é nesse momento que são determinadas as características genéticas e hereditárias necessárias ao aprendizado do ser que renasce.

No momento da fecundação, o Espírito que já se aproximava fluidicamente da futura mamãe agora começa seu processo físico reencarnatório. A energia vital do Espírito vai se acoplando a cada célula multiplicada a partir do zigoto, dando-lhe vida e direcionamento no desenvolvimento do corpo físico do feto.

O pleno êxito da gestação depende, além da condição biológica favorável, mais especialmente do perfeito acoplamento e aceitação do Espírito ao processo. Se alguma dessas condições não está a contento, poderá ocorrer o abortamento espontâneo.

Durante essa etapa o Espírito fica, de certa forma, inconsciente porque o órgão de manifestação dessa consciência (o cérebro) está em processo de formação. Mas, apesar disso, os fatos que ocorrem, as situações familiares, o estado psicológico da mãe, os estresses, as preocupações, tanto quanto as alegrias e o bem-estar provocam profundas repercussões no Espírito, podendo afetá-lo durante toda a sua vida.

Da mesma forma, o Espírito que se liga ao embrião também provoca reflexos na mãe gestante. As alterações de humor, desejos incoerentes e pensamentos conflitantes podem ser resultados da influência do Espírito que, atuando fluidicamente sobre a mãe, transformam-na em uma espécie de “médium” dele.

Podemos citar, como exemplo, a aversão repentina que algumas gestantes passam a ter de seus maridos, em especial, no início da gravidez. Em alguns casos, justifica-se essa atitude pela vinda de um Espírito antagônico ao próprio pai e que vem justamente para o reajustamento das animosidades. Finda a gestação ou até antes disso, quando se equilibram as emoções, os sentimentos do casal retornam ao nível normal.

É importante lembrar que todos já tiveram muitas experiências e cada uma delas deixou marcas profundas. Muitas são perceptíveis como o conhecimento inato, as experiências marcantes, os sentimentos, as tendências adquiridas, as emoções que surgem, os traumas e temores que afloram desde tenra idade.

Tudo isso demonstra a imensa responsabilidade dos pais frente à alma que reencarna sob sua égide. Esta programação se inicia no plano espiritual onde há a preparação emocional dos pais e do filho, o planejamento familiar e conscientização das provas que terão que passar no mundo físico.

Uma gestação emocionalmente tranquila, as conversas serenas dos pais com o bebê ainda no ventre, a manutenção de uma vida saudável à gestante, com uma alimentação equilibrada e sem substancias nocivas, bem como a presença amorosa do pai, proporcionando uma atmosfera harmônica ao lar, são fatores de profunda importância para o desenvolvimento físico, mental e emocional do bebê e, consequentemente, uma vida mais equilibrada e feliz ao ser que retorna à Terra com propósitos evolutivos.

 

Texto compilado de Luís Roberto Scholl.

Fonte: Jornal Ramatis 

 

Abrindo o Stargate do Coração

 

Queridos,

Dentro da presença do poder Divino, novos portais estão se abrindo em conjunto com eventos celestiais. Um desses eventos ocorre no dia 21 de junho como o portal do Solstício abre o Stargate do Coração. Este 2014 Solstice Stargate está se conectando a academia de Mestres Ascensionados em companhia dos Arcanjos para trazer um novo nível de graça e ensinamentos para a Terra.

Dentro das sementes antigas estão despertando códigos que foram disparados por meio do poder da atividade de Luz, em abril. 

Estes foram ancorado no coração da Mãe da Terra ao longo de maio, e sobre esta Solstice, uma nova profundidade e conscientização serão despertados . Esta ativação está dentro do alinhamento vertical que liga o ser humano com os Mestres Ascensos e Arcanjos orientando o despertar de toda a humanidade com a Terra. A potência disponível representa uma conexão com energia da Fonte que é sem precedentes.

Isto significa que agora, por meio do poder do coração, a voz de sua alma será ouvida de uma maneira nova. 

Sua conexão pessoal à sua Presença EU SOU estará mais disponível para você do que nunca.

Ao longo de maio, a profundidade da natureza tem permitido o acesso a consciência solidária dos reinos da Terra. Você estará ancorando o Solstício de Luz para a Terra para ativar a sua ligação a este apoio. Quando você passar por esse portal você está ancorando a Luz Divina para o Coração da Mãe através de seu próprio ser. Sua estrutura celular vai estar vibrando em uma nova banda que está em harmonia com a Terra. Esses códigos de despertar antigas estão sendo demitido pela luz do Solstício, não importa em que hemisfério você vive.

A oração é oferecido para sua cerimônia de solstício de honrar esta abertura do Stargate do Coração:

Presença Divina,

Como nós estamos como um no limiar de uma nova vida Awakening dentro de nós e entrar na energia da Luz Divina, nos fazem fortes e corajosos para que possamos ancorar essa luz para o despertar do mundo.

Fazei com que possamos ser capazes de acessar inteligência do nosso coração para abençoar nossas vidas com mais verdade e consciência.

À medida que passo através do Portal que se abre o portal do nosso coração, permitir que nossas mentes para ganhar a neutralidade e a consciência Cheio de luz que ilumina a verdade de nossas vidas.

Abençoa-nos que toda a humanidade pode tornar-se consciente de sua própria Presença EU SOU para que todos possamos viver de amor.

E assim é.

 

COMO O SEU CRESCIMENTO ESPIRITUAL CURA O MUNDO

 

Imagem

 

Mensagem de Owen K. Waters

Você sabia que apenas uma pessoa espiritualizada pode trazer a elevação espiritual a milhões de pessoas? Ela realmente pode, e ela pode se divertir fazendo isto! Veja como isto funciona.

 

                                                   Bem-Vindo ao Cinturão da Mente

Uma atmosfera de ar envolve este planeta e assim também uma atmosfera de consciência. Este cinturão global da mente consiste de pensamentos e sentimentos de todos no planeta. Enquanto os pensamentos causam a atividade elétrica dentro do cérebro, eles se originam como energias mentais não físicas.  Cada momento de cada dia, a sua mente sente esta frequência do cinturão da mente com o qual você está sintonizado. Cada momento de cada dia, você muda o cinturão da mente, contribuindo com os pensamentos e sentimentos que se irradiam de sua consciência.

A maior parte dos seres humanos opta por bloquear a telepatia consciente, mas a sua mente subconsciente é totalmente telepática, consciente da atmosfera mental em que você existe e alimenta esta informação através da mente consciente.

 

                                                                        ENERGIA MENTAL

O Universo está cheio de uma gama ampla de energias em todos os níveis de manifestação. Enquanto a ciência da Física se concentra apenas nas energias físicas, você precisa se aventurar além dos sentidos físicos para apreciar as energias metafísicas.  A energia mental tem tanto o aspecto yin, quanto o yang. Estas nos sãos familiares como o pensamento e o sentimento. Elas não são opostas, mas agem como aspectos complementares, da mesma maneira que a eletricidade e o magnetismo agem em uníssono um com o outro, para formar a luz.

 Quando você tem um tipo intelectual de pensamento, ele invoca sentimentos complementares. Da mesma forma, quando você tem um sentimento, ele invoca pensamentos complementares.  Você provavelmente já disse: “Ei! Eu pensei nisto primeiro! ”  Alguma vez você já teve uma ideia e então viu outras pessoas expressarem ou usarem esta mesma ideia?  Você provavelmente disse: “Ei” Eu pensei nisto primeiro! ”

 Bem, é assim exatamente que o cinturão da mente funciona. É uma atmosfera que você compartilha com todos os outros seres sensíveis, mas você se sintoniza especialmente com os temas e frequências da mente que mais lhe interessam.  O cinturão da mente compartilhado globalmente é o meio que permite que descobertas e invenções ocorram ao mesmo tempo por pessoas que não estão em contato físico, umas com as outras.

 Por exemplo, a descoberta do oxigênio foi feita não por um pesquisador, mas por três pesquisadores diferentes, em três países diferentes, ao mesmo tempo. O cálculo matemático foi outro exemplo. Ele foi criado por Newton, na Inglaterra e por Leibniz, na Alemanha, ao mesmo tempo, levando anos de divertida rivalidade.

 

                                                    VOCÊ ELEVA O CINTURÃO DA MENTE

Ao longo de sua vida, você contribui com as energias do cinturão da mente e você faz a sua parte para tornar o mundo no que ele é hoje. Como uma pessoa espiritualizada, você eleva o cinturão da mente, porque a frequência da consciência centrada no coração é mais elevada do que os pensamentos em torno do eu, da pessoa mediana, em toda a face do globo.

 Neste ponto, você pode imaginar como as pessoas espiritualizadas – uma porção menor da população atual – pode fazer o bem, em um mundo afetado por tanto materialismo, ou mesmo pelo pensamento depressivo. A resposta pode surpreendê-lo.  O Criador embaralhou as cartas a favor da evolução espiritual.  Como uma pessoa espiritualizada, os seus pensamentos de frequência mais elevada têm exponencialmente mais poder e influência do que os pensamentos de frequência menos elevada.  Por definição, pelo menos 80% da população têm um efeito médio sobre o cinturão da mente.  Você, no entanto, tem uma vantagem na frequência que capacita a sua influência no mundo, bem mais do que você possa ter percebido.

 O pesquisador David R. Hawkins passou anos investigando os efeitos de toda a gama de frequência da consciência humana e veio com uma descoberta surpreendente.  Como uma pessoa espiritualmente consciente, a influência de sua consciência é equivalente a centenas de milhares de pessoas estatisticamente medianas. Este fato surpreendente nos apresenta uma incrível oportunidade de ajudar os outros e fazer uma diferença muito positiva no mundo.

A consciência de uma pessoa no nível de entrada para a consciência espiritual, contrabalança e eleva o efeito dos pensamentos de 800.000 pessoas da consciência média, ao redor do mundo!  Imagine o que acontece quando você ultrapassa o nível de entrada e trabalha a cada dia em seu próprio crescimento espiritual! Antes que o saiba, você está ajudando a elevar dezenas de milhões de pessoas e fazendo do mundo um lugar distintamente melhor do que teria sido sem o benefício de sua presença.  Quando você eleva a sua consciência, você, exponencialmente contribui mais com a qualidade espiritual da mente global.

 Paradoxalmente, o seu maior serviço à humanidade é se concentrar em seu próprio crescimento espiritual. Este maravilhoso nível de serviço à humanidade ocorre como um efeito direto de sua consciência sobre um mundo que tem sido tão carente do pensamento espiritualmente condicionado.

 

 FAÇA DO MUNDO UM LUGAR MELHOR

Tome uma decisão de desenvolver o seu crescimento espiritual em uma base diária.  Escolha um momento para reflexão e práticas espirituais a cada dia. Passe este tempo aumentando a frequência da sua consciência, envolvendo-se em sua própria escolha das atividades espirituais, tais como: meditação, estudos espirituais, reflexão, o uso de óleos essenciais sagrados e técnicas de recarga energética.

Começar cada dia com uma prática espiritual é um hábito que logo se torna o destaque de cada dia. O efeito colateral de trazer a elevação a milhões de outras pessoas cumpre hoje um propósito fundamental de cada pessoa espiritualizada no planeta.

 Nascemos para tornar o mundo um lugar melhor…   Vamos fazê-lo! 

  Owen Waters é o autor de Love, Light Laughter: The New Spirituality

 Fonte: http://www.infinitebeing.com/ 

Tradução: Regina Drumond  – reginamadrumond@yahoo.com.br

 

 
Imagem

FUNCIONAMENTO DO TAOS DURANTE A COPA

 FUNCIONAMENTO DO TAOS DURANTE A COPA